sicnot

Perfil

Mundo

ONU alerta para centenas de doentes que precisam sair de Alepo na Síria

A ONU alertou esta quinta-feira que a situação na zona leste da cidade síria de Alepo é "desesperada", afirmando que centenas de doentes precisam de ser retirados daquela área controlada pelas forças rebeldes e que os alimentos são escassos.

Segundo as Nações Unidas, os bens alimentares disponíveis só conseguem cobrir as necessidades de um quarto da população dos bairros da zona leste de Alepo, no norte da Síria.

"Para nós, o que é prioridade, é a situação médica muito preocupante" na zona leste da cidade, declarou o enviado especial adjunto da ONU para a Síria, Ramzy Ezzeldin Ramzy, em declarações aos jornalistas em Genebra (Suíça).

"É preciso organizar com urgência evacuações médicas", acrescentou o mesmo representante, indicando que "provavelmente centenas" de pessoas doentes e feridas precisam de ser retiradas daquela cidade.

"Cerca de 600 pessoas podem não ser tratadas" por causa da falta de pessoal ou de material médico adequado, referiu o enviado especial adjunto.

Segundo Ramzy Ezzeldin Ramzy, o 'stock' de material médico diminuiu significativamente e só permanecem cerca de 35 médicos nos bairros da zona leste de Alepo, onde vivem cerca de 250 mil pessoas. Uma população que está sujeita aos ataques das forças governamentais, apoiadas pelos aliados russos desde o início de setembro.

As declarações do enviado especial adjunto da ONU para a Síria surgem um dia depois de os dois principais hospitais da zona rebelde de Alepo terem sido alvo de bombardeamentos. O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, qualificou estes ataques como "crimes de guerra".

Ainda aos jornalistas em Genebra, Ramzy Ezzeldin Ramzy indicou que "os bens alimentares diminuíram" naquela zona, especificando que muitas padarias fecharam e que restam pouco mais de 14 mil rações alimentares.

Cada uma destas rações podem alimentar cinco pessoas, ou seja, 70 mil no total, o que representa apenas um quarto da população destes bairros, segundo o Programa Alimentar Mundial (PAM), uma agência da ONU.

Ramzy Ezzeldin Ramzy falava à imprensa após uma reunião em Genebra de um grupo de trabalho dedicado ao conflito na Síria e à crise humanitária que afeta aquele país.

O representante declarou que as discussões mantidas durante o encontro organizado sob os auspícios das Nações Unidas foram "longas de difíceis" e dominadas pela situação em Alepo.

Também acrescentou que a ONU pediu aos dois co-presidentes do grupo de trabalho, os Estados Unidos e a Rússia, para fornecerem meios de acesso à cidade, de forma a facilitar a entrega de ajuda.

Lusa

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartindo de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas siamesas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC