sicnot

Perfil

Mundo

Agentes armados nos metros e comboios de França a partir de sábado

© Pascal Rossignol / Reuters

Agentes armados, à paisana, passam a poder circular nos comboios e metropolitanos de França a partir de sábado, uma medida que se insere no reforço da segurança face à ameaça de atentados.

A autorização oficial foi publicada hoje, mas a medida faz parte de um pacote legislativo sobre segurança nos transportes aprovado pela Assembleia Nacional em março.

O texto prevê "a extensão da dispensa do uso de farda" e a "possibilidade de porte de arma com dispensa do uso de farda" para os agentes dos serviços de segurança dos caminhos-de-ferro franceses, SNCF, e dos transportes de Paris, RATP.

Os agentes em causa têm de ter tido formação específica e fazer parte dos serviços de segurança da SNCF ou RATP há pelo menos cinco anos.

Em agosto de 2015, passageiros de um comboio de alta velocidade Thalys, que fazia a ligação Amesterdão-Paris, conseguiram manietar um homem armado que pretendia perpetrar um ataque.

Três meses depois, França sofreu os piores ataques terroristas, com ataques coordenados em Paris que fizeram 238 mortos.

Já este ano, em março, a Bélgica foi palco de ataques terroristas perpetrados no sistema de transportes da capital, com 32 mortos e 340 feridos em atentados perpetrados no aeroporto e no metropolitano.

Lusa

  • Chamas no concelho de Torre de Moncorvo ameaçaram aldeia
    1:30

    País

    Dois incêndios no concelho de Torre de Moncorvo deram luta aos bombeiros na tarde de ontem e também durante toda a noite. As chamas estiveram muito próximas da aldeia de Cabanas de Cima, mas os bombeiros conseguiram desviar o fogo.

  • Se

    Se Jaime Marta Soares tiver razão, se a ciência e as autoridades não forem - outra vez? - manipuladas pelo poder político, se a investigação - independente - concluir que o fogo começou muito antes da trovoada, então, estamos diante de um dos maiores embustes do Portugal democrático.

    Pedro Cruz

  • Governo cria fundo de apoio para as pessoas afetadas pelos incêndios
    1:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O ministro do Planeamento e Infraestruturas reuniu-se esta quarta-feira com os autarcas de Figueró dos Vinhos, Castanheira de Pera e Pedrógão  Grande. O Governo criou um fundo financeiro, com o contributo dos portugueses, para apoiar a reconstrução das habitações e a vida das pessoas afetadas pelos incêndios que lavram desde sábado. O fundo será aprovado quinta-feira em Conselho de Ministros.

  • A reconstrução da Nacional 236
    1:44
  • Harry admite que ninguém na família real britânica quer ser rei ou rainha

    Mundo

    O príncipe Harry admitiu que nenhum dos mais jovens membros da família real britânica quer ser rei ou rainha. Numa entrevista exclusiva à revista norte-americana Newsweek, na qual aborda temas como a morte da mãe, que perdeu com apenas 12 anos, Harry afirma que ele e o irmão estão empenhados em "modernizar a monarquia".

    SIC