sicnot

Perfil

Mundo

O "contrabandista de brinquedos" que leva sorrisos às crianças sírias

Nos últimos quatro anos, um sírio-finlandês tem-se dedicado a levar sorrisos às crianças sírias. Este "herói" já cruzou a fronteira entre a Turquia e Síria 28 vezes, todas a pé, com 70 quilos de brinquedos. O percurso demora cerca de 16 horas. Aos 44 anos, Rami Adham é conhecido como o "contrabandista de brinquedos". Garante que o faz para ver as crianças sorrir.

"O sorriso que elas (as crianças) me dão, a gratidão... ajuda-as a esquecer que perderam as casas, as escolas e os brinquedos", disse à BBC.

Rami voltou recentemente à Síria para tentar levar brinquedos às crianças e outros bens para os que mais necessitam, mas não conseguiu encontrar uma rota segura e viu-se obrigado a regressar à Finlândia.

O local por onde costuma ir foi bombardeado por raides aéreos e nove pessoas morreram, incluindo dois amigos seus.

O "contrabandista" espera poder regressar em breve à Síria e deixa a promessa de que não faltarão brinquedos, porque "são a primeira coisa na lista".

Para além de distribuir brinquedos Rami ajuda a fornecer comida e outros bens de necessidade básica, através de uma associação Síria-Finlandesa, que fundou através de doações. A organização dedica-se agora a construir escolas em campos de refugiados.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19

    Mundo

    O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos recebeu ao início da tarde na Noruega o prémio pelo trabalho que desenvolveu junto das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, FARC. As cerimónias são este sábado e marcadas pela ausência do Nobel da Literatura, Bob Dylan.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.