sicnot

Perfil

Mundo

Parlamento búlgaro aprova lei contra o uso do véu integral em público

© Reuters

O parlamento búlgaro aprovou esta sexta-feira uma lei que proíbe o véu integral em público, tornando-se, como a França e a Bélgica, num dos poucos países europeus onde tal disposição está em vigor.

A nova lei "proíbe o uso em lugares públicos de vestimentas que escondam parcialmente ou completamente o rosto", a menos que seja imposta por razões de saúde ou pela natureza da profissão exercida.

As mesquitas estão isentas da proibição. As sanções previstas são uma multa de 200 levs (100 euros) para uma primeira infração e 1.500 levs (750 euros) por cada infração posterior.

O niqab, nunca antes usado pela minoria muçulmana do país, apareceu há três anos num bairro da cidade de Pazardzhik (centro), reduto do imã Ahmed Moussa, condenado por fazer propaganda islâmica radical, e depois se espalhou para outras localidades.

A cidade de Pazardzhik tinha antecipado a lei de proibição do véu integral no município em abril. Oito mulheres foram multadas até agora, sendo que quatro outras cidades já adotaram um regulamento similar.

A Bulgária, de maioria cristã ortodoxa, tem aproximadamente 13% dos muçulmanos das minorias turcas e ciganas. O véu completo não era utilizado até à recente chegada ao poder alguns pregadores salafistas como Ahmed Moussa.

A aprovação da lei, um mês da eleição presidencial de 6 de novembro, provocou protestos do partido MDL, da minoria turca, que culpou os outros partidos de "semear a intolerância religiosa". Os 30 membros do MDL boicotaram a votação da nova lei.

O Governo minoritário de centro-direita de Boyko Borisov beneficiou do apoio de uma formação nacionalista, a Frente Patriótica, autora do projeto de lei. Inicialmente, o projeto previa a prisão e a privação de benefícios sociais para os portadores do véu integral.

Lusa

  • Os efeitos dos incêndios na natureza
    2:46

    País

    Cheias frequentes, erosão dos solos e contaminação dos rios e albufeiras são as previsões unânimes da comunidade científica para os próximos tempos, na sequência dos incêndios florestais. À SIC, o hidrobiólogo Adriano Bordalo Sá e o investigador de recursos florestais Rui Cortes alertam: é necessário começar a tratar da terra queimada o mais rapidamente possível.

  • Número de vítimas mortais dos incêndios sobe para 45

    País

    Uma pessoa que estava internada no Hospital da Prelada, Porto, na sequência dos incêndios do dia 15 nas regiões Centro e Norte, morreu hoje, anunciou a unidade hospitalar, subindo assim para 45 o número de vítimas mortais daqueles fogos.

    Última Hora

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • O preconceito em relação aos transexuais
    34:09
  • Achado inédito encontrado na nau de Vasco da Gama naufragada em Omã

    Mundo

    Uma equipa de investigadores afirma ter encontrado, ao largo da costa de Omã, o mais antigo instrumento de navegação alguma vez descoberto. O achado arqueológico é um astrolábio e terá sido localizado no meio do que resta da nau Esmeralda, da frota de Vasco da Gama, naufragada no Oceano Índico em 1503.

    SIC

  • "Isto destrói famílias"
    0:46
  • Eurodeputados homenageiam vítimas dos fogos
    1:38

    País

    A União Europeia vai doar os 50 mil euros do prémio Princesa das Astúrias às populações afetadas pelos incêndios em Portugal e Espanha. A Comissão Europeia continua a avaliar o pedido ao Fundo Europeu de Solidariedade, mas o pedido deverá ainda ser atualizado para incluir os prejuízos causados pelos incêndios da semana passada.