sicnot

Perfil

Mundo

Fraca afluência às urnas às primeiras horas de votação em Cabo Verde

O atual Presidente de Cabo Verde e candidato à reeleição, Jorge Carlos Fonseca (ao centro), durante uma ação de rua durante a campanha eleitoral para as eleições presidenciais em Cabo Verde, Cidade da Praia

ENEIAS RODRIGUES/ LUSA

A votação para as eleições presidenciais em Cabo Verde arrancou hoje sem registo de problemas e com fraca afluência às urnas às primeiras horas do escrutínio, que irá eleger o chefe de Estado para os próximos cinco anos.

Em três locais de voto da cidade da Praia visitados pela agência Lusa, por volta das 09:00 horas (mais duas horas em Lisboa), uma hora depois da abertura das urnas, não havia qualquer fila para votar.

A votação decorria àquela hora ao ritmo de dois a três eleitores por mesa e, entre o pessoal destacado para as secções de voto, a ideia generalizada é de que os níveis de votação estão muito abaixo dos registados nas duas eleições anteriores (legislativas em março e autárquicas em setembro).

O cansaço associado ao facto de estas serem as terceiras eleições este ano e à perspetiva de reeleição do atual Chefe de Estado poderão ser alguns dos motivos que levam as autoridades eleitorais a recear altos níveis de abstenção.

O Presidente da República interino, Jorge Santos, foi a primeira alta autoridade nacional a votar.

Jorge Santos, que substitui Jorge Carlos Fonseca por imposição legal associada à sua candidatura, votou cerca das 09:15 (mais duas horas em Lisboa) no Liceu do Palmarejo, na cidade da Praia, tendo deixado à saída um apelo para que todos os cabo-verdianos vão votar.

"Ninguém pode ficar em casa. Hoje termina um ciclo eleitoral. É o ano de todas as eleições e é o ano de um grande esforço eleitoral. Todas as instituições estiveram implicadas para que todo esse ciclo fosse um sucesso a bem do país e da democracia", disse.

"Para a nossa democracia ser mais respeitada no plano nacional e no plano internacional é fundamental que haja uma boa taxa de votação", acrescentou, reforçando o apelo para que todos os cabo-verdianos, no país ou no estrangeiro, exerçam o direito de voto.

Nas eleições presidenciais estão aptos a votar 361.206 eleitores, 314.073 registados em território nacional e 47.133 no estrangeiro.

As urnas abriram às 08:00 (10:00 em Lisboa) e encerram às 18:00 (20:00 em Lisboa).

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.