sicnot

Perfil

Mundo

Jornalista holandês morto na Líbia

Um jornalista holandês foi este domingo morto na Líbia onde fazia a cobertura dos combates entre as forças governamentais e o Daesh em Sirte, informou fonte médica.

"Um jornalista holandês foi morto hoje, atingido no peito por um ´sniper´ do EI enquanto cobria combates em Sirte", disse Akram Gliwan, porta-voz do hospital central em Misrata, onde são atendidos os feridos das forças pró-governamentais.

Citado pela agência de notícias francesa, o responsável disse que o corpo está no hospital de Misrata, cidade a cerca de 200 quilómetros a oeste de Sirte.

A vítima, o fotógrafo Jeroen Oerlemans, estava a trabalhar na Líbia para uma série de organizações, incluindo a revista semanal belga Knack, que confirmou a morte.

Oerlemans, de Amesterdão, já tinha sido sequestrado no norte da Síria, por jihadistas, em 2012.

Lusa

  • Jorge Sampaio dá as boas-vindas a 54 estudantes sírios que chegaram esta madrugada a Lisboa
    0:30

    País

    O avião da Força Aérea Portuguesa vindo de Beirute aterrou no Aeroporto Militar Figo Maduro, em Lisboa, às 4h30. Estes estudantes vão, numa primeira fase, frequentar um curso intensivo de português. Depois serão integrados em universidades e politécnicos de Lisboa, no âmbito do programa de bolsas de estudo de emergência para estudantes sírios dirigido por Jorge Sampaio.

  • Carlos César promete reforço da transparência de titulares de cargos políticos
    2:13

    País

    O recém re-eleito presidente do PS apontou reforço da transparência de titulares de cargos políticos como uma das prioridades do partido, no discurso que fez esta mmanhã no congresso socialista. Enquanto isso, à porta do Centro de Exposições da Batalha, lesados do BES esperavam Costa e César para exigir o cumprimento de promessa.

  • "Acabámos com o mito de que é a direita que sabe governar as finanças públicas"
    2:15
  • Conselhos sobre as novas regras de proteção de dados 
    2:08
  • Protestos em Gaza vão continuar promete Hamas
    1:19

    Mundo

    Na fronteira da Faixa de Gaza com Israel, dezenas de palestinianos ficaram feridos noutra sexta-feira de protesto contra o bloqueio israelita. O Hamas que controla o território diz que as manifestações vão continuar apesar da repressão.

  • Jogo é a 3.000 km de Madrid mas em Santiago de Bernabéu está tudo a postos para a festa
    1:49
  • Restaurantes para grávidas, rooftops e uma viagem pelo Douro vinhateiro
    12:58