sicnot

Perfil

Mundo

Bombardeamentos destroem hospital em Alepo e fazem pelo menos cinco mortos

Vários bombardeamentos destruíram esta segunda-feira um dos maiores hospitais da cidade de Alepo, na Síria, causando pelo menos cinco mortos, informaram autoridades e organizações não-governamentais.

Segundo o diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos, Rami Abdel Rahmane, o hospital, que estava fora de serviço, foi atacado por aviões de combate não identificados.

O ativista recordou que é a terceira vez, em menos de uma semana, que a unidade, identificada com o código M10, é alvo de bombardeamentos.

Uma outra organização não-governamental, a Sociedade Médica Sírio-Americana, indicou que o hospital, o maior da zona leste da cidade, ocupada pelos rebeldes, ficou destruído e que morreram três funcionários da manutenção.

Jaled Jatib, porta-voz da Defesa Civil síria, confirmou, através da rede social Twitter, a morte de duas enfermeiras no ataque, que causou ferimentos em vários médicos.

O Organismo Forense de Alepo Livre, que presta assistência médica na zona leste da cidade, avançou, em comunicado, que um avião russo atacou o hospital e que diversos profissionais de saúde continuam presos nos escombros.

O hospital já tinha sido bombardeado no sábado, tendo ficado, desde então, fora de serviço.

De acordo com o Organismo Forense de Alepo Livre, vários médicos e enfermeiras foram transferidos para o hospital para guardar equipamentos e medicamentos e prestar cuidados em casos mais urgentes.

O pessoal de saúde atribui códigos aos hospitais por razões de segurança.

Desde 22 de setembro que o Exército sírio, apoiado pela aviação russa, tem em curso uma campanha militar em Alepo contra os insurgentes.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.