sicnot

Perfil

Mundo

Furacão Matthew provoca quatro mortes na República Dominicana

Dieu Nalio Chery

A passagem do furacão Matthew pela República Dominicana provocou quatro mortes, com a tormenta agora a fustigar Cuba e a levar 1,1 milhões de pessoas da Carolina do Sul, Estados Unidos, a deixarem as suas casas.

Com o olho do furacão na ilha de Cuba, zona de Guantanamo, e a aproximar-se dos Estados Unidos a governadora da Carolina do Sul, Nikki Haley, pediu esta terça-feira aos que vivem a uma distância de até 160 quilómetros da costa, cerca de 1,1 milhões de pessoas, que se mudem para o interior.

"Com ventos com esta força e marés tão altas, isto não é algo com que queiramos brincar", disse a responsável em conferência de imprensa, que salientou que se tratava de salvar vidas.

Nos Estados Unidos, o furacão já levou à declaração de emergência nos Estados da Florida, Georgia, Carolina do Norte e Carolina do Sul. Espera-se o impacto "brutal" do furacão mais perto do fim de semana.

Até agora já assolou o Haiti, onde provoco três mortos, e a Republica Dominicana, estando esta noite a fustigar o extremo oriental de Cuba. Espera-se que toque terra no sábado, previsivelmente entre a fronteira da Carolina do Norte e do Sul, segundo projeções do Centro Nacional de Furacões, dos Estados Unidos.

As chuvas e os ventos fortes destruíram cerca de 200 casas na República Dominicana, obrigaram a evacuações e cortaram as comunicações em 31 municípios, além de provocarem a morte de três crianças e um adulto, segundo o Centro de Urgências da ilha.

O Matthew é um furacão de categoria quatro numa escala até cinco, com ventos que podem chegar aos 230 quilómetros por hora, que se dirige esta noite em direção às Bahamas, a uma velocidade de 17 quilómetros por hora, segundo o centro americano de vigilância de furacões.

O Centro classifica o Matthew como "extremamente perigoso" e um dos mais possantes que se formou nos últimos 10 anos nas caraíbas.

Nos últimos dias as autoridades cubanas já tinham levado mais de 300.000 pessoas a deixarem as suas casas como medida de precaução.

E esta terça-feira começou a formar-se mais uma tempestade tropical, a 14.ª da temporada, chamada Nicole, para já com ventos de 85 quilómetros por hora.

Lusa

  • Fogos em OIeiros concentram mais meios

    País

    Os fogos em Oleiros, no distrito de Castelo Branco, são os mais preocupantes esta manhã para a Proteção Civil. São dois incêndios que mobilizam cerca de quinhentos bombeiros.

    Em atualização

  • Mulher muçulmana agredida por jovens em Madrid

    Mundo

    Uma mulher muçulmana de 38 anos ficou ferida depois de ter sido agredida por "dois ou três jovens" na quarta-feira junto à entrada da estação de metropolitano de Usera, em Madrid, disse hoje à Efe a Polícia Municipal.

  • Tufão Hato fez 16 mortos na China e Macau
    1:20
  • Festival EDP Vilar de Mouros começa hoje
    2:56

    Cultura

    Começa hoje o EDP Vilar de Mouros. O festival, que já tem mais 30% de bilhetes vendidos do que no ano passado, vai começar com a banda britânica The Veils. Capitão Fausto e Salvador Sobral são apenas dois dos nomes portugueses que vão marcar presença num evento que conta também com diversos artistas estrangeiros. A jornalista da SIC, Sílvia Lima Rato, falou com Paulo Ventura, da organização, e antecipa os destaques do cartaz do festival que decorre até sábado.

  • Porto Editora disponível para rever exercícios que possam ser discriminatórios
    2:16
  • Novo SUV da Volkswagen produzido na Autoeuropa
    1:09