sicnot

Perfil

Mundo

Partido dos Trabalhadores e ministério alvos de operação policial no Brasil

A Polícia Federal brasileira desencadeou esta terça-feira de manhã uma operação para investigar o financiamento ilegal de campanhas do Partido dos Trabalhadores (PT) e um suposto esquema de fraude em concursos e contratos no Ministério das Cidades.

A operação denominada "Hidra de Lerna" executou 16 mandados de busca, incluindo um para a sede regional do PT no Estado da Bahia e outra para os escritórios da construtora OAS, uma das empresas envolvidas nos casos de corrupção na companhia petrolífera estatal Petrobras.

Antes de iniciar as buscas, os polícias foram autorizados a desencadear a ação pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), porque um dos investigados é o atual governador do Estado da Bahia, Rui Costa.

Estão também a ser investigados os ex-ministros das Cidades, Marcio Fortes e Mario Negroponte, este do Partido Progressista (PP).

Segundo uma nota publicada pela polícia federal, a "operação seria um desdobramento de três colaborações de investigados na Operação Acrónimo, já homologadas pela Justiça e em contínuo processo de validação pela Polícia Federal. De acordo com o que foi apurado, os investigados realizavam triangulações, com o objetivo de financiar ilegalmente campanhas eleitorais".

A polícia brasileira também pesquisa se "a empreiteira [OAS] sob investigação contratava de maneira fictícia empresas do ramo de comunicação especializadas na realização de campanhas políticas. Ela remunerava serviços prestados a partidos políticos e não à empresa do ramo de construção civil".

A investigação vai ainda verificar a ocorrência de fraudes em licitações e contratos no Ministério das Cidades.

Em comunicado, o Ministério das Cidades informou que "não recebeu qualquer notificação sobre as investigações da Polícia Federal".

"Com a força desta informação, o Ministério irá avaliar a sua capacidade de estabelecer um processo disciplinar administrativo imediatamente para investigar a queixa", lê-se no comunicado.

O Ministério das Cidades destacou ainda a sua "disponibilidade para colaborar com todas as informações necessárias para garantir a eficiência e a transparência na aplicação dos recursos relacionados".

Lusa

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "No meu bairro perguntam-me se a medalha é de ouro e dizem que ma vão roubar e vender"
    4:46
  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05