sicnot

Perfil

Mundo

Pentágono confirma bombardeamento contra líder da Al-Qaeda na Síria

O Departamento da Defesa dos Estados Unidos confirmou na segunda-feira o ataque contra o egípcio Abu al-Faraj al-Masri, um alto comandante da Al-Qaeda na Síria, apesar de não ter especificado se morreu.

"Forças norte-americanas levaram a cabo um ataque aéreo perto de Idlib, Síria, com o egípcio Abu al-Faraj al-Masri como alvo, um alto comandante da Al-Qaeda na Síria que tinha tido vínculos com Osama Bin Laden", informou o Pentágono em comunicado.

Segundo o comunicado, os Estados Unidos "ainda" estão a "avaliar os resultados do ataque".

"A sua morte, ao confirmar-se, pode alterar e degradar a coordenação entre os líderes da Al-Qaeda e os extremistas", acrescentou a Pentágono.

Antes de confirmar que o objetivo do bombardeamento era Al-Masri, o Departamento de Defesa norte-americano já tinha informado de um ataque, depois de circularem nas redes sociais rumores de que um alto dirigente da Jabat al-Nsra (previamente afiliada à Al-Qaeda) tinha sido morto.

Segundo essas informações, distribuídas pela Jabat Fateh al-Sham (novo nome da Jabat al-Nsra), e que incluem supostas fotos do cadáver, o clérigo egípcio morreu na província síria de Idlib.

Se se confirmar a morte de Al-Masri, cujo verdadeiro nome era Ahmed Salama Mabruk, este seria um dos mais duros golpes contra a organização islamita rebelde.

Al-Masri é considerado um dos líderes da organização na Síria e um operacional próximo do mais alto cargo da Al-Qaeda, também egípcio, Ayman al Zawahiri.

Lusa

  • MIT quer humanos a ajudar máquinas a decidir (quem morre)

    Mundo

    A "Máquina Moral" é uma plataforma online que recolhe a perspetiva humana em decisões que terão de ser tomadas por uma máquina. Por exemplo, quando um carro sem condutor se depara com o dilema do mal menor: em quem acertar - para evitar outros - num acidente de viação.

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.