sicnot

Perfil

Mundo

Nobel da Paz revelado hoje

© Scanpix Norway / Reuters

É anunciado às 10:00 o vencedor do prémio Nobel da Paz. Entre os possíveis distinguidos estão os habitantes das várias ilhas gregas que têm ajudado milhares de refugiados, os intervenientes no acordo nuclear iraniano, os "capacetes brancos" sírios ou vários ativistas russos.

O presidente da Colômbia e o líder das FARC tinham sido dados como favoritos ao prémio, mas vários especialistas dizem que o chumbo do acordo de paz em referendo deve ter riscado os nomes da lista.

No ano passado, o prémio foi atribuído ao Quarteto para o Diálogo Nacional na Tunísia, responsável pela transição democrática no país, onde decorreram os primeiros protestos da chamada Primavera Árabe, em 2011.

A distinção será anunciada em Oslo, capital da Noruega, pelo Comité Nobel norueguês, entidade que atribui o Nobel da Paz.

Os prémios Nobel nasceram da vontade do químico, engenheiro e industrial sueco Alfred Nobel (1833-1896) em doar a sua imensa fortuna para o reconhecimento de personalidades que prestassem serviços à humanidade.

Com Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".