sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 400 mortos no Haiti à passagem do furacão Matthew

© Carlos Garcia Rawlins / Reute

Pelo menos 400 pessoas morreram na sequência da passagem do furacão Matthew, no início da semana, no Haiti, declarou esta sexta-feira um senador do departamento do Sul Hervé Fourcan, apresentando um balanço ainda provisório.

Em muitas zonas afetadas, os acessos são muito difíceis e as autoridades não recolheram ainda todos os dados. A proteção civil do departamento do Sul regista um balanço de 315 mortos, mas este número não inclui as localidades de Camp Perrin, Les Anglais, Coteaux e Arniquet.

Toda a parte sul do país ficou alagada sob torrentes de água e sujeita a ventos muito violentos, por vezes durante várias horas.

O país está muito vulnerável às intempéries devido à forte desflorestação.

Os ventos e as chuvas inundaram milhares de casas, danificaram escolas, destruíram plantações, empresas, estradas e pontes. Mais de 29 mil casas ficaram destruídas só no sul.

Cerca de 80% dos edifícios de Jérémie, capital do departamento de Grand'Anse (sul), com perto de 30 mil habitantes, foram arrasados, de acordo com Jean-Michel Vigreux, diretor da organização não-governamental (ONG) Care Haiti.

Mais de 21 mil pessoas foram retiradas e 350 mil precisaram de assistência, de acordo com o gabinete de coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU.

Com as inundações, as autoridades receiam um forte aumento dos casos de cólera.

Lusa

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • "Vai custar muito a voltarmos à realidade"
    2:22
  • PJ apreende 745 quilos de cocaína escondida em ananases

    País

    A Polícia Judiciária apreendeu 745 quilos de cocaína com origem na América Latina.A droga estava escondida no interior de ananases transportados em contentores. Nove pessoas foram detidas numa investigação da Polícia Judiciária e do Cuerpo Nacional de Polícia de Espanha.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC

  • Quase 600 pedidos de nulidade de casamentos católicos em três anos
    1:38

    País

    Entre 2015 e 2017, 575 casais portugueses pediram a anulação do casamento católico. O ano passado o número de pedidos duplicou em relação a 2015. Desde esse ano, e por decisão do Papa Francisco, que os pedidos de nulidade do casamento pela Igreja são mais simples, mais baratos e mais rápidos.

  • "É preciso namorar bem para que o namoro dê certo"
    2:31

    País

    Rui Rio diz que a decisão sobre o futuro da liderança da bancada parlamentar do PSD só será tomada depois de falar com Pedro Passos Coelho e com Hugo Soares. Em entrevista à RTP, a primeira depois de vencer as diretas, o Rui Rio lembrou esta terça-feira que Passos Coelho ainda é líder do partido.

  • Polícia australiana "detém" marsupial em fuga
    1:01
  • Deputado dorme no Parlamento britânico
    0:58

    Mundo

    O deputado britânico Desmond Swayne adormeceu no Parlamento, enquanto o colega de bancada, Kenneth Clarke falava sobre os direitos dos cidadãos da União Europeia, esta terça-feira. Clarke foi o único deputado conservador a votar contra a ativação do artigo 50 para a saída do Reino Unido da União Europeia. De acordo com a imprensa do Reino Unido, o colega Desmond Swayne, ex-ministro, parece não gostar muito das visões de Clarke e já foi visto muitas vezes com expressões de aborrecimento ou a revirar os olhos.