sicnot

Perfil

Mundo

Samsung suspende produção de smartphone que explode

© Kim Hong-Ji / Reuters

A sul-coreana Samsung Electronics decidiu suspender o modelo de telefone Galaxy Note 7 depois de alguns exemplares terem explodido. Segundo relatos dos utilizadores, a bateria de alguns smartphones explodiu enquanto os dispositivos estavam a carregar.

O primeiro fabricante mundial de smartphones foi obrigado a retirar este modelo do mercado a 2 de setembro e a pedir a devolução de 2,5 milhões de exemplares espalhados pelo mundo. Agora decidiu suspender mesmo a produção em fábrica depois de incidentes com os substitutos.

A 9 de outubro, a companhia de telecomunicações norte-americana AT&T e a alemã T-Mobile anunciaram que deixavam de proceder à troca dos devolvidos Galaxy Note 7 pelos novos. A empresa norte-americana - terceira cliente mundial do fabricante sul-coreano - decidiu fornecer aos proprietários deste Samsung modelos diferentes. A T-Mobile - quarto maior cliente - não porá mais à venda o Galaxy Note 7.

A Samsung confirmou o registo de 35 casos em que houve explosão dos telemóveis durante o carregamento, devido a problemas na bateria.

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.