sicnot

Perfil

Mundo

Ativistas da Turquia, da Crimeia e Yazidis finalistas ao prémio Sakharov 2016

Jornalista turco Can Dündar

© Osman Orsal / Reuters

Um defensor da liberdade de expressão na Turquia, um líder tártaro da Crimeia e duas defensoras dos direitos das mulheres escravizadas pelo Daesh são os finalistas ao prémio Sakharov, anualmente atribuído pelo Parlamento Europeu (PE).

O jornalista turco Can Dündar foi detido em novembro, depois do jornal que dirige ter noticiado o alegado contrabando de armas dos serviços de informações do país para rebeldes na Síria.

Dündar foi condenado a cinco anos e dez meses de cadeia por "revelar segredos de Estado" e sobreviveu a uma tentativa de assassínio, vivendo agora no exílio.

Mustafa Dzhemilev, líder tártaro na Crimeia (território ucraniano anexado pela Rússia), defende os direitos humanos e das minorias há mais de 50 anos.

Nadia Murad Basee e Lamiya Aji Bashar, foram escolhidas pelos esforços na defesa da comunidade Yazidi e das mulheres que sobrevivem à escravidão sexual às mãos dos jihadistas do Daesh.

Ambas são oriundas de Kocho, uma aldeia iraquiana que foi tomada pelo Daesh em 2014, com centenas de mulheres e raparigas Yazidis a serem raptadas e escravizadas sexualmente pela organização extremista.

O vencedor será anunciado em 27 de outubro e o prémio será entregue, em Estrasburgo, França, em 14 de dezembro, durante uma sessão plenária do PE.

O Prémio Sakharov da liberdade de pensamento, no valor de 50 mil euros, foi entregue em 2015, ao blogger saudita Raif Badawi que cumpre uma pena de dez anos de prisão por "insultos ao Islão".

Nelson Mandela e o dissidente soviético Anatoly Marchenko (a título póstumo) foram os primeiros galardoados, em 1988.

Em 1999, o galardão foi entregue a Xanana Gusmão (Timor-Leste) e, em 2001, ao bispo Zacarias Kamwenho (Angola).

Com Lusa

  • Isto não é não jornalismo. Por Ricardo Costa

    Opinião

    Uma das decisões mais banais e corriqueiras do jornalismo assenta nas escolhas que se fazem no dia a dia. Que temas se abordam, que destaque se dá a este ou aquele assunto, que ângulos de abordagem se usam. São opções condicionadas por uma série de fatores - que vão do interesse e da novidade até questões tão básicas como o haver ou não jornalistas com tempo, meios e conhecimentos para o fazerem -, que estão e estarão na base de qualquer dia de trabalho numa redação.

    Ricardo Costa

  • Marcelo não vai enviar recados ao Governo no discurso do 25 de Abril
    0:22

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa garante que não vai aproveitar o discurso do 25 de Abril para enviar recados ao Governo ou aos atores políticos. Em declarações à SIC, à margem da iniciativa "Escritores no Palácio de Belém", o Presidente da República explicou o que não vai dizer na intervenção de amanhã, na Assembleia da República.

  • Bruxelas multa Altice em 125 M€ devido à compra da PT

    Economia

    Os Serviços da Concorrência da Comissão Europeia decidiram multar a Altice em 125 milhões de euros no âmbito da compra da PT Portugal. Bruxelas avançou com a multa à Altice por ter começado a gerir a PT antes do negócio ter sido aprovado pela Comissão Europeia.

  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.