sicnot

Perfil

Mundo

Estado de emergência na Turquia prolongado por mais três meses

O Parlamento turco ratificou esta terça-feira a decisão do Governo de prolongar por três meses do estado de emergência, instaurado após o fracassado golpe militar de 15 de julho.

O estado de emergência deverá ser prolongado por mais 90 dias a partir de 19 de outubro às 01:00 (hora local), de acordo com a votação parlamentar.

O voto revestiu-se de mera formalidade atendendo à confortável maioria garantida no hemiciclo pelo Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP), a formação pós-islamita e conservadora do Presidente Recep Tayyip Erdogan.

No final de setembro, Erdogan pronunciou-se pelo prolongamento do estado de emergência, ao considerar "não ser suficiente" o período inicial de três meses, admitindo então a sua vigência até 12 meses.

Na sequência do golpe abortado, o estado de emergência foi imposto a 20 de julho com uma duração de três meses, que termina a 19 de outubro.

As autoridades de Ancara também justificam a recondução desta medida de exceção para prosseguirem as investigações sobre a tentativa de golpe de Estado, cuja responsabilidade foi atribuída ao ex-imã Fethullah Gülen, exilado nos Estados Unidos desde 1999.

As autoridades turcas têm vindo a deter ou a afastar dos seus cargos os acusados de envolvimento com a "rede Gülen" em todos os setores da sociedade: ministérios, educação, universidade, assuntos religiosos, magistratura, polícia, forças armadas, desporto, meio penitenciário, jornalistas.

Um último balanço de fonte oficial emitido no final de setembro referia-se a 32.000 detidos e 70.000 pessoas com processos judiciais.

Lusa

  • Ataque à bomba na Turquia mata pelo menos 18 pessoas
    1:51

    Mundo

    Pelo menos 18 pessoas morreram e perto de 30 ficaram feridas em mais um ataque à bomba este domingo de manhã na Turquia. Grande parte das vítimas são soldados de um posto da fronteira junto ao Iraque e ao Irão. Entre os feridos há vários civis. O ataque terrorista está a ser atribuído ao PKK, o partido dos trabalhadores do Curdistão.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Karlie Kloss, o "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59