sicnot

Perfil

Mundo

Israel barra entrada a palestinianos em antecipação ao feriado do Yom Kippur

© Baz Ratner / Reuters

As autoridades israelitas bloquearam o acesso de palestinianos a Israel, a partir dos territórios ocupados da Cisjordânia e da Faixa de Gaza, em antecipação ao feriado judaico do Yom Kippur, que começa hoje à noite.

Este tipo de medida costuma ser aplicada durante os mais importantes feriados judaicos, mas as forças de segurança israelitas estão num estado especial de prontidão devido a um ataque armado palestiniano em Jerusalém, no passado domingo, que vitimou duas pessoas.

Milhares de judeus visitam o Muro das Lamentações, na Cidade Velha de Jerusalém, durante o Yom Kippur (Dia do Perdão), que termina na noite de quarta-feira. Nos feriados judaicos a celebração de um dia religioso começa no pôr-do-sol do dia anterior.

O fecho da fronteira, que estará em vigor hoje e quarta-feira, aplica-se apenas a palestinianos e não aos cerca de 400 mil colonos israelitas que vivem na Cisjordânia

A Faixa de Gaza está permanentemente sob bloqueio de Israel, ainda que as autoridades autorizem a passagem excecional de pessoas por motivos de trabalho ou por questões médicas.

Os casos de urgência médica ou humanitária serão autorizados a passar mesmo durante o feriado, anunciou o exército israelita.

Mais de 3 mil polícias serão mobilizados para Jerusalém durante o Yom Kippur.

Entretanto, o exército de Israel anunciou ter demolido a casa de um palestiniano na Cisjordânia depois de este ter sido condenado a prisão perpétua pelo assassínio de um casal israelita, em frente aos filhos, há um ano.

A casa de Amjad Aliwi, um apartamento na cidade de Nablus, foi destruída com explosivos durante a noite.

O exército israelita indicou que Aliwi formava parte de uma célula do Hamas responsável pelo planeamento e execução do ataque de 01 de outubro do ano passado, contra um casal de colonos da Cisjordânia.

O assassínio do casal marcou o início de uma onda de ataques armados de palestinianos que dura há mais de um ano.

Lusa

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois do tribunal ter desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17
  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31