sicnot

Perfil

Mundo

Secretário da Segurança do Rio de Janeiro demite-se após confrontos em favela

O secretário da Segurança do estado do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, criador do plano de pacificação das favelas, pediu esta terça-feira a demissão depois de confrontos na favela do Pavão-Pavãozinho em que morreram três pessoas.

Imagens transmitidas pelas televisões brasileiras mostraram que durante os confrontos, durante uma operação policial, de que resultaram também oito feridos, o bairro de Copacabana ficou sob fogo cruzado.

Moradores relataram em vídeos publicados nas redes socais que o medo espalhou-se para outras áreas da zona Sul do Rio de Janeiro.

José Mariano Beltrame deverá deixar o cargo de secretário da Segurança depois da segunda volta das eleições municipais, marcadas para 30 de outubro.

Oficial da Polícia Federal, José Mariano Beltrame foi o secretário de Segurança a permanecer mais tempo em funções no estado do Rio de Janeiro.

No cargo desde janeiro de 2007, Beltrame foi responsável pela implantação do projeto de Polícia Pacificadora nas principais favelas do Rio de Janeiro.

Lusa

  • Assembleia-geral do Sporting marcada para 23 de junho
    2:57
  • Congresso do PS começa hoje na Batalha

    País

    O 22.º Congresso do PS começa hoje, na Batalha, distrito de Leiria, e durante o qual o secretário-geral, António Costa, deverá defender uma linha de continuidade estratégica, procurando, em simultâneo, projetar desafios estruturais que se colocam ao país.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • Juiz impede acesso a informações bancárias e e-mails de António Mexia
    1:50

    País

    No inquérito crime que investiga a EDP, continua um braço de ferro entre o Ministério Público e o juiz de instrução. O magistrado voltou a negar o acesso a informações bancárias e a e-mails de António Mexia, que constavam dos processos da Operação Marquês e do universo Espírito Santo.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC