sicnot

Perfil

Mundo

Jadon e Anias, a história de uma separação feliz

As duas crianças partilhavam uma veia sanguínea e algum tecido cerebral, uma situação que acontece, em média, uma vez a cada 10 milhões de nascimentos.

Facebook

Dois irmãos gémeos siameses norte-americanos, que viveram durante 13 meses unidos pelas cabeças, foram esta sexta-feira separados numa operação que durou várias horas mas terminou com sucesso.

Jadon e Anias Mcdonald nasceram unidos pelas cabeças em setembro de 2015. Uma união física indesejada, que terminou graças aos esforços de uma das equipas de cirurgia do hospital pediátrico do Centro Médico de Montefiore, no Bronx.

A operação de separação durou mais de 16 horas e foi seguida por cirurgias de reconstrução dos crânios.

As duas crianças partilhavam uma veia sanguínea e algum tecido cerebral, uma situação que acontece, em média, uma vez a cada 10 milhões de nascimentos.

Apesar dos riscos de potenciais doenças ou deficiências mentais, os dois irmãos estão saudáveis e vão agora ficar entubados pelo menos durante uma semana. Seguem-se meses de recuperação e adaptação a uma nova realidade.

A operação, que custou cerca de 2,5 milhões de dólares, foi financiada pela seguradora e, numa ação de crowdfunding, uma página dedicada ao caso dos gémeos conseguiu angariar mais de 170 mil dólares para apoiar a família.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.