sicnot

Perfil

Mundo

Jadon e Anias, a história de uma separação feliz

As duas crianças partilhavam uma veia sanguínea e algum tecido cerebral, uma situação que acontece, em média, uma vez a cada 10 milhões de nascimentos.

Facebook

Dois irmãos gémeos siameses norte-americanos, que viveram durante 13 meses unidos pelas cabeças, foram esta sexta-feira separados numa operação que durou várias horas mas terminou com sucesso.

Jadon e Anias Mcdonald nasceram unidos pelas cabeças em setembro de 2015. Uma união física indesejada, que terminou graças aos esforços de uma das equipas de cirurgia do hospital pediátrico do Centro Médico de Montefiore, no Bronx.

A operação de separação durou mais de 16 horas e foi seguida por cirurgias de reconstrução dos crânios.

As duas crianças partilhavam uma veia sanguínea e algum tecido cerebral, uma situação que acontece, em média, uma vez a cada 10 milhões de nascimentos.

Apesar dos riscos de potenciais doenças ou deficiências mentais, os dois irmãos estão saudáveis e vão agora ficar entubados pelo menos durante uma semana. Seguem-se meses de recuperação e adaptação a uma nova realidade.

A operação, que custou cerca de 2,5 milhões de dólares, foi financiada pela seguradora e, numa ação de crowdfunding, uma página dedicada ao caso dos gémeos conseguiu angariar mais de 170 mil dólares para apoiar a família.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.