sicnot

Perfil

Mundo

Castelo do Drácula no Airbnb para a noite de Halloween

O Castelo do Drácula, na Transilvânia, vai receber hóspedes na noite de Halloween pela primeira vez desde 1948. A iniciativa, única para a noite de 31 de outubro, resulta de uma parceria do Airbnb e do atual dono do castelo.

O concurso do Airbnb desafia os participantes a puxar pela sua "inspiração vampiresca" e escrever o que diriam ao conde Drácula se o conhecessem.

O casal vencedor voará para o Castelo Bran, nos Montes Cárpatos da Roménia, onde jantará e dormirá em caixões forrados de veludo vermelho, tal como fazia Drácula na história de horror de Bram Stoker. Mas também existem camas, no caso de os caixões serem demasiado tétricos e assustadores.

O Castelo Bran é famoso pela lenda criada à volta do conde Vlad, um príncipe que ali habitou no século XV e tinha o hábito cruel de empalar as suas vítimas. Foi ele quem serviu de inspiração a Bram Stoker para a criação do conde Drácula.

Hoje em dia, é uma das maiores atrações turísticas da Roménia, com mais de 630 mil visitantes por ano. O evento de uma noite terá como anfitrião um descendente de Bram Stoker, Dacre Stoker.

"Quero aliar a realidade à lenda neste maravilhoso local que deu origem a tudo", disse Dacre Stoker à Associated Press.

Stoker interpretará Jonathan Harker, a personagem da história que encontra o Drácula no castelo. Quando os visitantes chegarem numa carruagem conduzida por cavalos, serão recebidos por Jonathan Harker que lhes dirá as mesmas palavras com que o Drácula recebia as suas visitas:

"Seja bem vindo à minha casa. Entre livremente, parta são e salvo e deixe aqui um pouco da felicidade que traz!"

O casal vencedor fará uma visita ao castelo e jantará à luz das velas. A refeição será igual à que é descrita no livro.

As regras para passar a noite no Castelo do Drácula são simples: não levar alho nem joias de prata. E mais um lembrete: "O conde não gosta nada de fotografias ao espelho".

O Castelo Bran foi construído como fortificação militar, estrategicamente colocado no local que liga a Transilvânia ao sul da Roménia. O conde Vlad Tepes não foi seu proprietário, mas utilizava-o nas suas incursões na Transilvânia. Diz-se também que ali esteve preso durante dois meses em 1462 quando foi capturado pelo rei húngaro rival.

Vlad empalava as suas vítimas como castigo e eram sobretudo os habitantes mais velhos os escolhidos, como vinganças pelas mortes do seu pai e do irmão.

No final da I Guerra Mundial, o castelo foi oferecido à Rainha Maria pelo seu papel na unificação da Transilvânia com o resto da Roménia. Foi deixado em testamento à filha mais nova, a princesa Ileana, a quem os comunistas retiraram a propriedade em 1948.

Em 2006, o castelo foi devolvido ao filho de Ileana, Dominic Hapsburg, arquiteto nova-iorquino. Atualmente é um local para eventos e ninguém passou lá uma noite desde que Hapsburg e a família foram exilados da Roménia.

airbnb

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52