sicnot

Perfil

Mundo

Castelo do Drácula no Airbnb para a noite de Halloween

O Castelo do Drácula, na Transilvânia, vai receber hóspedes na noite de Halloween pela primeira vez desde 1948. A iniciativa, única para a noite de 31 de outubro, resulta de uma parceria do Airbnb e do atual dono do castelo.

O concurso do Airbnb desafia os participantes a puxar pela sua "inspiração vampiresca" e escrever o que diriam ao conde Drácula se o conhecessem.

O casal vencedor voará para o Castelo Bran, nos Montes Cárpatos da Roménia, onde jantará e dormirá em caixões forrados de veludo vermelho, tal como fazia Drácula na história de horror de Bram Stoker. Mas também existem camas, no caso de os caixões serem demasiado tétricos e assustadores.

O Castelo Bran é famoso pela lenda criada à volta do conde Vlad, um príncipe que ali habitou no século XV e tinha o hábito cruel de empalar as suas vítimas. Foi ele quem serviu de inspiração a Bram Stoker para a criação do conde Drácula.

Hoje em dia, é uma das maiores atrações turísticas da Roménia, com mais de 630 mil visitantes por ano. O evento de uma noite terá como anfitrião um descendente de Bram Stoker, Dacre Stoker.

"Quero aliar a realidade à lenda neste maravilhoso local que deu origem a tudo", disse Dacre Stoker à Associated Press.

Stoker interpretará Jonathan Harker, a personagem da história que encontra o Drácula no castelo. Quando os visitantes chegarem numa carruagem conduzida por cavalos, serão recebidos por Jonathan Harker que lhes dirá as mesmas palavras com que o Drácula recebia as suas visitas:

"Seja bem vindo à minha casa. Entre livremente, parta são e salvo e deixe aqui um pouco da felicidade que traz!"

O casal vencedor fará uma visita ao castelo e jantará à luz das velas. A refeição será igual à que é descrita no livro.

As regras para passar a noite no Castelo do Drácula são simples: não levar alho nem joias de prata. E mais um lembrete: "O conde não gosta nada de fotografias ao espelho".

O Castelo Bran foi construído como fortificação militar, estrategicamente colocado no local que liga a Transilvânia ao sul da Roménia. O conde Vlad Tepes não foi seu proprietário, mas utilizava-o nas suas incursões na Transilvânia. Diz-se também que ali esteve preso durante dois meses em 1462 quando foi capturado pelo rei húngaro rival.

Vlad empalava as suas vítimas como castigo e eram sobretudo os habitantes mais velhos os escolhidos, como vinganças pelas mortes do seu pai e do irmão.

No final da I Guerra Mundial, o castelo foi oferecido à Rainha Maria pelo seu papel na unificação da Transilvânia com o resto da Roménia. Foi deixado em testamento à filha mais nova, a princesa Ileana, a quem os comunistas retiraram a propriedade em 1948.

Em 2006, o castelo foi devolvido ao filho de Ileana, Dominic Hapsburg, arquiteto nova-iorquino. Atualmente é um local para eventos e ninguém passou lá uma noite desde que Hapsburg e a família foram exilados da Roménia.

airbnb

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • 245 saltam de ponte de 30m no Brasil para Recorde do Guiness
    1:56
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.