sicnot

Perfil

Mundo

David Attenborough pede respeito pela privacidade dos gorilas nos zoos

© Jim Young / Reuters

O naturalista britânico David Attenborough pede aos jardins zoológicos - e aos visitantes - que respeitem a privacidade dos gorilas. Sugere a substituição das grandes vitrinas por pequenos postigos de observação.

O respeitado cientista e realizador de documentários sobre a vida selvagem falava à televisão britânica ITV a propósito da fuga de um gorila do jardim zoológico de Londres, há uma semana.

"Os gorilas são animais maravilhosos que têm a sua vida privada", explicou. "Nas florestas da África ocidental eles não são observados insistentemente por pessoas" todo o dia, sublinhou.

"A solução será, por exemplo, que os visitantes não sejam autorizados a permanecer atrás de grandes vitrinas, mas antes que vejam através de postigos, para que os gorilas não se apercebam" que estão a ser observados, sugeriu.

Attenborough apelou ainda aos visitantes dos zoos a terem cuidado com os seus próprios comportamentos. "Por vezes os visitantes não são respeitadores e começam a gritar ou a agitar os braços para provocar a reação dos pobres gorila", lamentou.

"Eles não são só animais, estão ligados a nós. Eles prezam a sua vida privada. Imaginem o que seria estar no lugar deles!".

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41