sicnot

Perfil

Mundo

Ministro da Justiça brasileiro diz que o país prende muito mas mal

© Adriano Machado / Reuters

O ministro da Justiça brasileiro, Alexandre de Moraes, disse esta terça-feira, em Brasília, que o país "historicamente, prende muito, mas prende mal", defendendo mudanças legislativas para desafogar o sistema prisional, que tem sofrido rebeliões dos detidos.

"O Brasil prende quantitativamente, mas não prende qualitativamente. A mesma pessoa que pula um muro para furtar uma botija de gás vai para a cadeia, é pena privativa de liberdade. E alguém que, com um fuzil, rouba uma pessoa, dá um tiro, e tem uma perigosidade muito maior, também tem pena privativa de liberdade", comentou, citado pela imprensa brasileira.

O governante, que prepara uma proposta legislativa para enviar ao Congresso, defendeu penas mais severas para crimes graves e mais leves para infrações sem violência.

O ministro quer que "aqueles que utilizaram de violência, grave ameaça, criminalidade organizada cumpram, no mínimo, metade da pena em regime fechado".

Já "quem praticou crime sem violência ou grave ameaça deve ter uma pena de prestação de serviços à comunidade, restrições, deve ter uma sanção, mas não há necessidade de ele ser encarcerado", considerou.

Atualmente, de acordo com Alexandre de Moraes, mais de metade dos detidos nas cadeias não cometeram crimes graves.

Numa altura em que o Brasil testemunha vários incidentes prisionais, como rebeliões e fugas em massa, o ministro respondeu aos jornalistas não ter conhecimento de que se trate de algo orquestrado a nível nacional por razões políticas.

Apesar de a questão da segurança das cadeias estar nas mãos dos governos estaduais, a tutela está a prestar apoio, adiantou.

Lusa

  • Sérgio Conceição no radar do FC Porto

    Desporto

    O treinador português e os seus representantes têm marcada para esta sexta-feira uma reunião decisiva com o FC Porto. Sérgio Conceição poderá ser o sucessor de Nuno Espírito Santo no comando técnico dos dragões.

  • Morreu José Manuel Castello-Lopes

    Cultura

    O empresário de cinema morreu esta quinta-feira aos 86 anos. A notícia da morte foi avançada hoje pela Academia Portuguesa de Cinema na sua página de Facebook.

  • Grupo armado mata 28 cristãos no Egito
    1:03
  • PSD quer criar taxa sobre a Uber e Cabify
    1:21

    Economia

    O PSD quer criar uma taxa sobre a Uber e Cabify para regulamentar as plataformas de transporte. A proposta deu entrada esta sexta-feira, no Parlamento, e procura ser uma alternativa ao projeto lei do Governo para o setor.

  • Médico português a caminho de Mossul
    3:01

    País

    Um médico português vai partir para o Iraque, no final do mês, para integrar uma equipa dos Médicos Sem Fronteiras. Gustavo Carona vai para Mossul, uma cidade bastião dos jihadistas, que tem sido palco de uma violenta guerra entre o Daesh e as forças iraquianas.

  • Filho de Eduardo dos Santos gasta 500 mil euros em relógio

    Mundo

    Desta vez não é Isabel dos Santos que dá que falar, mas sim um outro filho do Presidente de Angola. Danilo dos Santos arrematou um relógio por 500 mil euros, num leilão em Cannes. O momento foi partilhado através de um vídeo no Instagram, no qual aparece o ator Will Smith a comentar que o jovem "parece demasiado novo para ter 500 mil euros".

  • O "chega p'ra lá" de Trump
    2:35
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28

    País

    O Presidente da República promete voltar ao Luxemburgo até ao final do ano, se houver mais 10 mil portugueses recenseados até julho. Marcelo Rebelo de Sousa participou esta quinta-feira na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, que todos os anos recebe milhares de emigrantes portugueses.

    Enviados SIC