sicnot

Perfil

Mundo

Mistério de bebé desaparecido há 25 anos na Grécia pode ter sido resolvido

Nos últimos 25 anos, a família Needham esteve à procura do pequeno Ben. A criança desapareceu a 24 de julho de 1991 enquanto brincava na casa - em obras - dos avós maternos, na aldeia de Iraklis, na ilha grega de Kos. Os pais de Sheffield em Inglaterra acreditavam que Ben tivesse sido sequestrado. A polícia britânica manteve o caso aberto até esta semana.

De tempos a tempos, surgiam novas informações sobre o suposto paradeiro da criança. Contudo, no final de outubro, através de novas escavações, as autoridades chegaram a uma conclusão que pode encerrar o mistério e as buscas pela criança, mesmo contra a vontade da família.

A polícia anunciou ter encontrado um brinquedo - reconhecido pela família, como sendo de Ben - no local onde uma retroescavadora despejava lixo da obra. Após as buscas ao local, 93 objetos serão agora examinados por investigadores no Reino Unido.

As evidências sugerem que a criança - na altura com quase 2 anos - foi morta acidentalmente durante as obras e, para as autoridades, esta seria a causa provável do seu desaparecimento.

© Reuters Staff / Reuters

No entanto, a mãe da criança Kerry Needham não aceita o fim das buscas enquanto o corpo não for encontrado. "Eles sabem que ele morreu, mas não conseguem encontrá-lo.", disse a mãe à BBC.

"As autoridades dizem que está na hora de encerrar os 25 anos de buscas. Mas eu não posso dizer que acabo, sabendo que o Ben ainda está algures naquela ilha."

A nova pista sobre o caso surgiu a partir de um dos homens que trabalhava nas obras da casa naquela altura. Konstantinos Barkas era suspeito da morte de Ben. A suspeita foi levantada por um amigo do homem, que também revelou que este morreu de cancro em 2015.

© Reuters Staff / Reuters

Durante 21 dias, uma equipa de profissionais e autoridades fizeram buscas no sítio das obras e num outro local a 750 metros. Foi neste mesmo local que, no sábado passado, as autoridades encontraram o brinquedo da criança. O inspetor Jon Cousins - responsável pelo caso - acredita que a morte da criança tenha sido acidental.

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.