sicnot

Perfil

Mundo

Antiga jornalista acusa Bill Clinton de toques de cariz sexual

© Eduardo Munoz / Reuters

Uma antiga jornalista de televisão acusou Bill Clinton de toques de cariz sexual, em 1980, quando era governador do Arkansas, num testemunho em vídeo divulgado esta quarta-feira pelo sítio na Internet Breibart.com, que apoia Donald Trump.

Leslie Millwee, que se chamava na altura Leslie Derrick e que entrevistou Bill Clinton cerca de 20 vezes, disse que o antigo Presidente norte-americano a tentou tocar três vezes, numa sala de reunião do canal de televisão onde trabalhou no Arkansas.

"Eu estava sentada numa cadeira, ele veio para trás de mim e começou a esfregar-me os ombros e a baixar as mãos para os meus seios. Fiquei chocada, paralisada. Pedi-lhe para parar e ele riu-se", afirmou Leslie Millwee.

A antiga jornalista disse também que em outras duas ocasiões Bill Clinton tentou "esfregar o pénis" contra si e que chegou a deslocar-se a sua casa para a ver.

O Breitbart.com apoia o candidato republicano Donald Trump às eleições de novembro nos Estados Unidos, depois de o empresário ter contratado o dono daquela publicação 'online' para seu diretor-geral de campanha.

Hoje realiza-se o terceiro e último debate entre a candidata democrata às presidenciais Hillary Clinton e Donald Trump.

Lusa

  • Protestos e violência no Rio de Janeiro
    1:08
  • Marcelo diz que a Europa precisa de paixão
    2:36
  • Cogumelos alucinogénios entre as drogas mais seguras

    Mundo

    Os cogumelos alucinogénios são considerados uma das drogas mais seguras, quando consumidos para fins recreativos. A conclusão é avançada no Global Drug Survey, um estudo anual divulgado esta quarta-feira sobre os hábitos de consumo de drogas de quase 120 mil pessoas em 50 países.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.