sicnot

Perfil

Mundo

Nave Soyuz descolou rumo à Estação Espacial Internacional com três astronautas

© Reuters

Dois astronautas russos e um norte-americano descolaram hoje a bordo de um foguete Soyuz das estepes do Cazaquistão em direção à Estação Espacial Internacional (EEI).

O lançamento da nave espacial Soyuz MS-02 com os russos Sergei Ryjikov e Andrei Borisenko e o norte-americano Shane Kimbrough a bordo foi realizado com sucesso no cosmódromo de Baykonur à hora prevista, 14:05 locais (09:05 de hoje em Lisboa). Os três astronautas estarão 155 dias no espaço.

O lançamento da nave, a segunda da nova série da Soyuz, esteve inicialmente previsto para o passado dia 23 de setembro, mas foi adiado devido à deteção de uma imperfeição num dos cabos de aterragem da nave.

De acordo com o plano de voo, a Soyuz irá acoplar-se à EEI às 9:59 TMG (mais uma hora em Portugal) da próxima sexta-feira.

À semelhança da opção tomada com o lançamento da primeira nave da nova série Soyuz, a Roscosmos, a estação espacial russa optou pelo "esquema lento" de aproximação e acoplamento à EEI, e não pelo que vinha a utilizar ultimamente, que permitia o enganchamento da nave à plataforma seis horas após a descolagem.

Os dois dias de voo permitirão verificar o funcionamento dos sistemas da nova nave.

Os tripulantes da Soyuz MS-02 serão recebidos na plataforma orbital pelos seus atuais inquilinos: o russo Anatoli Ivanishin, o japonês Takutya Onishi e a norte-americana Kathleen Rubens, que se encontram há mais de três meses no espaço.

A EEI, um projeto em que participam 16 países, é atualmente composta por 14 módulos permanentes e órbita a uma velocidade de mais de 27.000 quilómetros por hora a uma distância de 400 quilómetros da Terra.

A órbita da plataforma é elevada periodicamente com a ajuda de propulsores das naves acopladas a ela, uma vez que a EEI perde diariamente entre 100 a 150 metros de altura por efeito da gravidade terrestre, da atividade solar e de outros fatores.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC