sicnot

Perfil

Mundo

Tropas iraquianas apertam cerco ao Daesh e aproximam-se de Mossul

© Alaa Al-Marjani / Reuters

As forças Iraquianas apertaram esta quarta-feira o cerco ao Daesh e ao terceiro dia da ofensiva já estão a 15 quilómetros de Mossul. Preparam-se para ocupar Qaraqosh, a maior cidade cristã iraquiana.

O comandante da operação militar conjunta já apelou à rendição dos combatentes jihadistas.

A resposta do Daesh surgiu nas redes sociais, com imagens dos combatentes em ação no interior de Mossul. Lá, estarão entricheirados pelo menos 4 mil jihadistas, a usar os civis encurralados como escudos humanos.

As Nações Unidas preveem pelo menos 200 mil deslocados de Mossul nas próximas duas semanas, numa batalha que poderá levar meses.

  • Eventual fuga de refugiados de Mossul preocupa
    1:42

    Daesh

    As operações militares continuam em Mossul, no Iraque, ao mesmo tempo que as organizações humanitárias internacionais tentam preparar-se para uma eventual fuga de refugiados. Um momento de muitas incertezas explicado por Henrique Cymerman, correspondente da SIC no Médio Oriente.

  • Escudos humanos em Mossul

    Daesh

    A denúncia é feita pelos EUA e corroborada por habitantes da cidade iraquiana: o Daesh está a usar civis como escudos humanos contra a ofensiva das forças iraquianas e curdas.

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.