sicnot

Perfil

Mundo

Seis detidos na Turquia após incêndio que causou 12 mortos

AP

Seis pessoas foram hoje detidas na sequência de um incêndio que fez pelo menos 12 mortos num dormitório de meninas no sul da Turquia, informou a agência de notícias pró-governamental Anadolu.

As seis pessoas, entre as quais o responsável do internato, foram detidas no âmbito do inquérito ao incêndio que, na noite de terça para quarta-feira, matou 11 meninas e uma funcionária do lar em Aladag, na província de Adana, acrescentou a Anadolu.

Uma fonte citada pela agência Associated Press disse que a saída de emergência do dormitório estaria fechada.

Também o presidente da Câmara de Adana, Huseyin Sozlu, disse à Anadolu que, ou a porta de emergência estava fechada, ou as alunas, em pânico, não conseguiram abri-la.

"O mais provável é que estivesse fechada", disse.

O fogo, que terá tido origem numa falha elétrica, alastrou-se pelo edifício de três andares, onde dormiam alunas do ensino básico, e fez dois feridos, além dos 12 mortos.

Entretanto, as autoridades turcas impuseram um bloqueio informativo temporário, que impede a cobertura jornalística do incêndio, medida que justificaram com preocupações com a ordem pública e com o risco de prejuízo para a investigação.

Lusa

  • Incêndio de grandes proporções causa 12 mortos na Turquia
    0:52

    Mundo

    Um incêndio de grandes proporções fez esta terça-feira pelo menos 12 mortos, na Turquia. São imagens impressionantes estas de um vídeo que a televisão turca divulgou e em que é possível ver chamas altas a sair pela cobertura do prédio. O edifício onde funcionava um dormitório feminino, situado na província de Adana, no sul do país. As vítimas mortais são 11 adolescentes e uma funcionária. Há ainda 22 raparigas feridas.

  • Lei existe há quatro anos mas não tem regulamentação
    2:03
  • Denúncia de maus tratos a cães no canil municipal de Elvas
    2:24

    País

    O Grupo de Intervenção e Resgate Animal denunciou nas redes sociais alegados maus tratos a animais no canil municipal de Elvas. As imagens mostram uma cadela com uma corda ao pescoço. A autarquia abriu um inquérito para averiguar o caso, suspendendo também o trabalho dos voluntários no canil.

  • Há cada vez menos portugueses

    País

    A população em Portugal diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, já que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, revelam dados hoje divulgados pelo INE.

  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Ovibeja aposta este ano na internacionalização da agricultura
    2:07

    País

    A Ovibeja começou esta quinta-feira e este ano aposta na internacionalização dos produtos agrícolas do Alentejo. Centenas de expositores esgotam o certame, que é uma monstra da agricultura portuguesa. António Costa, na sexta-feira, e Marcelo Rebelo de Sousa, no sábado, são alguns dos políticos com a presença marcada em Beja.

  • Le Pen vai à pesca
    0:35

    Eleições França 2017

    Marine Le Pen, candida à presidência de França fez esta quinta-feira uma "pausa" na campanha eleitoral e aproveitou para ir à pesca. A candidata navegou num barco de pesca no Mediterrâneo.

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.