sicnot

Perfil

Mundo

Sismo de magnitude 5,3 na Costa Rica provoca danos ligeiros

Um sismo de magnitude 5,3 na escala de Richter e pelo menos cinco réplicas abalaram hoje o centro da Costa Rica, onde estão as maiores cidades do país, e causaram danos na zona adjacente ao epicentro.

O primeiro dos tremores de terra teve magnitude 5,3 e ocorreu pelas 18:25 de quarta-feira (00:25 de hoje em Lisboa), com epicentro a dois quilómetros a leste da localidade de Capellades, província de Cartago, e à profundidade de dois quilómetros, segundo o relatório da Rede Sismológica Nacional (RSN).

O segundo tremor de terra, oito minutos depois, foi de magnitude 3,5 e ocorreu a quatro quilómetros a sul de Capellades.

Depois deste foi registada uma série de réplicas com magnitudes entre 2,9 e 4,2.

O sismo principal foi sentido em todo o centro do país, incluindo a capital, San José.

Os tremores de terra foram sentidos com maior intensidade na província de Cartago, especialmente nas localidades de Capellades, Turrialba, Alvarado e Oreamuno, onde alguns habitantes disseram a órgãos de comunicação locais que nunca tinham sentido um movimento igual.

A Cruz Vermelha e o Corpo de Bombeiros informaram que tinham relatórios de queda de objetos e de pessoas afetadas por crises nervosas na zona do epicentro do sismo principal, assim como de deslizamentos de terra sobre estradas e corte do abastecimento de eletricidade em algumas comunidades

As autoridades não reportaram pessoas feridas ou danos materiais elevados.

A Costa Rica é um país de frequente atividade sísmica e todos os anos é abalada por dezenas de sismos, a maioria sem causar danos.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".