sicnot

Perfil

Mundo

Manifestação em Tunes contra regresso de jihadistas à Tunísia

Centenas de pessoas manifestaram-se hoje junto ao parlamento de Tunes para protestar contra o regresso de jihadistas tunisinos que abandonam a Síria, o Iraque e a Líbia, noticiou a agência Efe.

Os manifestantes exibiam bandeiras nacionais e cartazes com frases contra o terrorismo.

O ministro do Interior, Hedi Majdoud, que anunciou na sexta-feira o regresso de 800 jihadistas de cenários de conflito, afirmou que o seu ministério dispõe de todos os dados necessários sobre os que estão envolvidos no terreno.

Depois de os atentados de Nice e de Berlim terem sido perpetrados por indivíduos de nacionalidade tunisina, tem havido um amplo debate sobre a necessidade de aplicar a lei antiterrorista.

Na sexta-feira chegou a Tunes, depois de ter sido extraditado, o jihadista'Moez Fazzani, alegadamente envolvido em atentados terroristas, como o ataque ao Museu do Bardo, que provocou a morte de dezenas de turistas no ano passado.

Fazzani foi entregue pelas autoridades sudanesas, de acordo com um porta-voz judicial.

Lusa

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Défice recua em 2016 na zona euro e na UE

    Economia

    O défice e a dívida baixaram na zona euro e na União Europeia (UE) em 2016 face a 2015, tendo Portugal registado a terceira maior dívida (130,4%) entre os Estados-membros e um défice de 2%, segundo o Eurostat.