sicnot

Perfil

Mundo

Manifestação em Tunes contra regresso de jihadistas à Tunísia

Centenas de pessoas manifestaram-se hoje junto ao parlamento de Tunes para protestar contra o regresso de jihadistas tunisinos que abandonam a Síria, o Iraque e a Líbia, noticiou a agência Efe.

Os manifestantes exibiam bandeiras nacionais e cartazes com frases contra o terrorismo.

O ministro do Interior, Hedi Majdoud, que anunciou na sexta-feira o regresso de 800 jihadistas de cenários de conflito, afirmou que o seu ministério dispõe de todos os dados necessários sobre os que estão envolvidos no terreno.

Depois de os atentados de Nice e de Berlim terem sido perpetrados por indivíduos de nacionalidade tunisina, tem havido um amplo debate sobre a necessidade de aplicar a lei antiterrorista.

Na sexta-feira chegou a Tunes, depois de ter sido extraditado, o jihadista'Moez Fazzani, alegadamente envolvido em atentados terroristas, como o ataque ao Museu do Bardo, que provocou a morte de dezenas de turistas no ano passado.

Fazzani foi entregue pelas autoridades sudanesas, de acordo com um porta-voz judicial.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.