sicnot

Perfil

Mundo

Kremlin afasta hipótese de terrorismo na queda de avião no Mar Negro

© Maxim Shemetov / Reuters

Os serviços de informações russos não encontraram sinais de ataque terrorista por detrás da queda no domingo do avião militar russo, dois minutos depois de descolar, em Sochi, com 84 passageiros e oito membros da tripulação a bordo.

"Todas as hipóteses estão a ser consideradas e é ainda muito cedo para dizer alguma coisa com certeza, mas como sabem, a versão de um ato de terrorismo está muito longe de estar à cabeça das explicações", afirmou esta segunda-feira aos jornalistas o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, citado pela agência France Press.

Os serviços de emergência russos envolveram milhares de operacionais na busca dos 92 corpos que iam no aparelho que se despenhou no Mar Negro, depois de descolar com destino à Síria.

O TU-154, cujos passageiros incluíam 64 membros do famoso Coro Ensemble Alexandrov, do Exército Vermelho, que ia atuar para as tropas russas estacionadas na Síria num concerto de Ano Novo, desapareceu dos radares poucos minutos depois de descolar do aeroporto da estância balnear de Sochi.

Já hoje, o ministro russo dos Transportes tinha dito que o acidente com o avião deverá ter sido causado por erro do piloto ou falha técnica e não devido a terrorismo.

Maxim Sokolov, disse, em comentários transmitidos na televisão, que os investigadores estão a analisar um possível erro do piloro ou uma falha técnica e que um ataque terrorista não está entre as principais teorias para o acidente.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.