sicnot

Perfil

Mundo

Palestinianos vão contactar Tribunal Internacional após resolução da ONU

© Abed Omar Qusini / Reuters

O secretário-geral da OLP, Saeb Erekat, assegurou esta segunda-feira que os palestinianos vão contactar o Tribunal Penal Internacional (TPI) e agências da ONU após a aprovação sexta-feira no Conselho de Segurança da resolução que condena os colonatos israelitas.

Numa entrevista à agência noticiosa Wafa, Erekat declarou que tem previstas várias medidas que acompanhem a resolução, incluindo "pedir ao TPI que investigue todos os crimes de guerra israelitas, em particular os colonatos".

O dirigente da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) acrescentou que respondem desta forma a um "comportamento arrogante de Israel, que inclui a construção de mais colónias, mortes, detenções e perseguições".

Entre as próximas medidas, será solicitado ao TPI que considere os colonatos "crimes de guerra" enquanto será pedido ao Conselho de direitos humanos da ONU "que faça o que seja necessário contra as óbvias violações de Israel como potência ocupante nos territórios palestinianos", frisou.

Nesta perspetiva, susteve que vão aproveitar a tomada de posse de António Guterres a 1 de janeiro como novo secretário-geral da ONU para solicitar que a Palestina se torne membro de pleno direito do Conselho de Segurança e possa dar seguimento à aplicação da resolução 2334, aprovada na sexta-feira.

Entre as várias iniciativas, e na qualidade de país anfitrião da Convenção de Genebra, será pedida à Suíça a organização de uma reunião com os Estados que votaram a resolução para que sejam definidos os mecanismos "para terminar com os crimes de Israel nos territórios ocupados, particularmente em Jerusalém leste", precisou Erekat na entrevista.

Segundo a agência noticiosa Wafa, responsáveis da OLP confirmaram que a conferência de paz para o Médio Oriente, que a França organiza em 15 de janeiro em Paris, tem como objetivo avançar com as resoluções internacionais através de um roteiro e de uma iniciativa de paz árabes.

Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Ronaldo dispensado da seleção para ir conhecer os filhos

    Taça das Confederações

    A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) informou em comunicado que Cristiano Ronaldo foi dispensado da Taça das Confederações "para que possa conhecer os seus filhos". Numa mensagem no Facebook, o jogador mostrou-se sensibilizado com a decisão da Federação, acrescentando ainda que está "muito feliz por poder, finalmente, estar com os (...) filhos pela primeira vez".

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25