sicnot

Perfil

Mundo

Palestinianos vão contactar Tribunal Internacional após resolução da ONU

© Abed Omar Qusini / Reuters

O secretário-geral da OLP, Saeb Erekat, assegurou esta segunda-feira que os palestinianos vão contactar o Tribunal Penal Internacional (TPI) e agências da ONU após a aprovação sexta-feira no Conselho de Segurança da resolução que condena os colonatos israelitas.

Numa entrevista à agência noticiosa Wafa, Erekat declarou que tem previstas várias medidas que acompanhem a resolução, incluindo "pedir ao TPI que investigue todos os crimes de guerra israelitas, em particular os colonatos".

O dirigente da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) acrescentou que respondem desta forma a um "comportamento arrogante de Israel, que inclui a construção de mais colónias, mortes, detenções e perseguições".

Entre as próximas medidas, será solicitado ao TPI que considere os colonatos "crimes de guerra" enquanto será pedido ao Conselho de direitos humanos da ONU "que faça o que seja necessário contra as óbvias violações de Israel como potência ocupante nos territórios palestinianos", frisou.

Nesta perspetiva, susteve que vão aproveitar a tomada de posse de António Guterres a 1 de janeiro como novo secretário-geral da ONU para solicitar que a Palestina se torne membro de pleno direito do Conselho de Segurança e possa dar seguimento à aplicação da resolução 2334, aprovada na sexta-feira.

Entre as várias iniciativas, e na qualidade de país anfitrião da Convenção de Genebra, será pedida à Suíça a organização de uma reunião com os Estados que votaram a resolução para que sejam definidos os mecanismos "para terminar com os crimes de Israel nos territórios ocupados, particularmente em Jerusalém leste", precisou Erekat na entrevista.

Segundo a agência noticiosa Wafa, responsáveis da OLP confirmaram que a conferência de paz para o Médio Oriente, que a França organiza em 15 de janeiro em Paris, tem como objetivo avançar com as resoluções internacionais através de um roteiro e de uma iniciativa de paz árabes.

Lusa

  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.