sicnot

Perfil

Mundo

Três mortos em motim numa prisão da África do Sul

(Arquivo)

© Mark Wessells / Reuters

Três pessoas foram mortas e 26 feridas no decurso de um motim numa prisão em Port Elizabeth, África do Sul, anunciaram esta segunda-feira as autoridades.

"Ocorreu um confronto entre guardas e os detidos que implicou a morte de três pessoas, com 26 outras a ficarem feridas", declarou à agência noticiosa France-Presse o porta-voz dos serviços penitenciários, Logan Maistry, sem precisar se as vítimas são guardas ou detidos.

Um helicóptero, ambulâncias e veículos dos serviços de emergência afluíram à prisão de Saint Albans enquanto os guardas tentavam restabelecer a ordem.

Aquele estabelecimento prisional já tinha registado um motim sangrento em 2013.

O ministro da Justiça sul-africano, Michael Masutha, deverá deslocar-se ao estabelecimento prisional na terça-feira.

O partido da oposição Aliança democrática (DA) apelou a uma investigação, por não ser "a primeira vez que acontecem acontecimentos violentos naquela prisão".

Os motins de prisioneiros são frequentes na província do Cabo Oriental (sul da África do Sul), onde Port Elizabeth constitui o principal centro populacional.

Lusa

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC