sicnot

Perfil

Mundo

Três mortos em motim numa prisão da África do Sul

(Arquivo)

© Mark Wessells / Reuters

Três pessoas foram mortas e 26 feridas no decurso de um motim numa prisão em Port Elizabeth, África do Sul, anunciaram esta segunda-feira as autoridades.

"Ocorreu um confronto entre guardas e os detidos que implicou a morte de três pessoas, com 26 outras a ficarem feridas", declarou à agência noticiosa France-Presse o porta-voz dos serviços penitenciários, Logan Maistry, sem precisar se as vítimas são guardas ou detidos.

Um helicóptero, ambulâncias e veículos dos serviços de emergência afluíram à prisão de Saint Albans enquanto os guardas tentavam restabelecer a ordem.

Aquele estabelecimento prisional já tinha registado um motim sangrento em 2013.

O ministro da Justiça sul-africano, Michael Masutha, deverá deslocar-se ao estabelecimento prisional na terça-feira.

O partido da oposição Aliança democrática (DA) apelou a uma investigação, por não ser "a primeira vez que acontecem acontecimentos violentos naquela prisão".

Os motins de prisioneiros são frequentes na província do Cabo Oriental (sul da África do Sul), onde Port Elizabeth constitui o principal centro populacional.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.