sicnot

Perfil

Mundo

Caixa negra do avião russo que caiu no Mar Negro mostra que não houve explosão

Viktor Klyushin

Uma das caixas negras do avião russo que caiu no Mar Negro, matando as 92 pessoas a bordo, revelam que não houve qualquer explosão a bordo, mas os investigadores não descartam a hipótese de interferência externa, disseram esta quinta-feira as autoridades.

"Depois de decifrar a primeira gravação, concluímos que não houve qualquer explosão a bordo", disse o general da força aérea russa Sergei Bainetov, que lidera a investigação do Ministério da Defesa sobre o acidente.

A gravação contém, no entanto, palavras do piloto a indicar que houve uma "situação especial" que começou a desenrolar-se a bordo do avião, mas não são dadas mais informações sobre o que poderá ter acontecido.

Questionado sobre se as autoridades descartam a hipótese de atentado terrorista, Sergei Bainetov disse que "ainda não foi descartada essa versão", acrescentando que "um ataque terrorista nem sempre envolve uma explosão".

O ministro russo dos Transportes disse esta quinta-feira que os equipamentos do avião estavam a funcionar "anormalmente", mas sublinhou ser ainda cedo para avançar com causas definitivas para o acidente.

"É óbvio que o equipamento estava a funcionar anormalmente. Cabe aos especialistas analisar o que aconteceu", disse o ministro Maxim Sokolov aos jornalistas, acrescentando que as conclusões preliminares provavelmente serão apenas conhecidas em janeiro.

O avião Tupolev Tu-154 despenhou-se no mar no domingo, dois minutos depois de descolar, com boas condições climatéricas, da cidade costeira russa de Sochi.

Transportava os 64 membros do coro Alexandrov Ensemble, mundialmente conhecido como o Coro do Exército Vermelho, para um concerto de ano novo numa base militar russa na Síria.

O Ministério russo da Defesa anunciou já esta quinta-feira que foram recolhidos 19 corpos e mais 230 partes de corpos, bem como 13 grandes partes do avião e mais de dois mil fragmentos mais pequenos, durante as operações de recolha de destroços, que se encontram a 27 metros de profundidade.

A operação de buscas envolveu até agora 3.600 pessoas, incluindo 200 mergulhadores da marinha russa, provenientes de todo o país, que têm sido auxiliadas por drones e submersíveis.

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.