sicnot

Perfil

Mundo

Polícias de Nova Iorque autorizados a usar turbante 

Os agentes do Departamento de Polícia de Nova Iorque (NYPD) que pertençam à comunidade Sikh passaram a estar autorizados a usar turbante, em vez do tradicional boné. Os turbantes terão apenas da mesma cor do uniforme, azul escura, e devem exibir a insígnia do NYPD.

O comissário James O'Neill anunciou esta quarta-feira, numa cerimónia de graduação de novos agentes, que as regras afetam todos os elementos que pertençam a esta comunidade religiosa.

Os polícias terão apenas de solicitar essa permissão e usar um turbante eu cumpra os dois requisitos impostos pelo NYPD.

Segundo a tradição Sikh, os homens usam turbante, considerado sagrado, para esconder o cabelo, que nunca deverá ser cortado, à semelhança do que acontece com a barba.

Antes desta autorização, os agentes eram obrigados a usar o turbante escondido por baixo do chapéu de polícia. A barba continuam a ter de ser aparada porque interfere com o uso da máscara de gás.

De acordo com o comissário James O'Neill, o Departamento de Polícia de Nova Iorque conta com cerca de 160 agentes de etnia Sikh.

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26
  • Vulcão Etna em erupção
    1:34
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.