sicnot

Perfil

Mundo

Automóveis a diesel geram mais emissões do que camiões e autocarros

(Arquivo)

© Jacky Naegelen / Reuters

Os automóveis a diesel geram mais emissões tóxicas de óxido de nitrogénio do que os camiões e autocarros, revela hoje um estudo do Conselho Internacional para o Transporte Limpo (ICCT).

O ICCT realizou estudos que mostraram discrepâncias entre os valores das emissões registados em testes de laboratório e os que se registavam realmente nas estradas, estudos esses que deram origem ao escândalo de manipulação de dados de emissões por parte do grupo Volkswagen nos Estados Unidos.

Para o novo estudo, os cientistas do ICCT utilizaram dados, tanto da Alemanha como da Finlândia, que mostram que os automóveis a diesel geram entre 480 e 560 miligramas de emissões por quilómetro, enquanto os camiões e autocarros só emitem 210 miligramas por quilómetro.

O ICCT considera que os resultados do estudo mostram mais uma vez a necessidade de complementar os testes de emissões realizados em laboratório com testes de estrada.

Esses testes começarão a ser introduzidos na UE a partir de setembro para veículos particulares, sendo já obrigatórios para camiões.

O Governo alemão escusou-se a comentar o estudo, mas recordou que desde 2011 se trabalha a nível europeu, por iniciativa alemã, para introduzir medições em condições de estrada e não de laboratório.

A organização não-governamental alemã Deutschen Umwelthilfe (DUH) declarou hoje em comunicado que o estudo confirma outras investigações realizadas na primavera do ano passado.

A DUH recordou que o limite de emissões para autorizar a circulação de automóveis particulares do tipo Euro 6 é de 80 miligramas por quilómetro, pelo que muitos modelos diesel novos não teriam sido autorizados a circular se fossem obrigatórias as medições em estrada.

Lusa

  • Morar perto de estradas com muito trânsito aumenta risco de demência

    Mundo

    As pessoas que vivem mais perto de estradas muito movimentadas têm maior risco de demência. Esta é a conclusão de uma investigação publicada na revista científica The Lancet. Cerca de 11% dos casos analisados de demência em pessoas que residiam a aproximadamente 50 metros de vias principais podem ter origem no tráfego rodoviário, refere a pesquisa realizada no Canadá.

  • Carros mais poluentes estão proibidos de entrar em Madrid
    1:37

    Mundo

    Os carros com matrículas terminadas em número par, que emitem mais gases, foram proibidos de entrar em Madrid esta quinta feira. A medida faz parte do alerta de nível 3, o segundo mais elevado, por causa da poluição atmosférica. Os estudos mais recentes estimam que a contaminação do ar pode levar à morte prematura de 15 mil pessoas em Espanha.

  • Palestina anuncia congelamento total das relações com Israel

    Mundo

    O Presidente palestiniano, Mahmoud Abbas, anunciou hoje o "congelamento de relações" com Israel "a todos os níveis", quando cresce a tensão entre as partes devido ao reforço de segurança promovido pelos israelitas na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém.

  • Da alta finança à Casa Branca - as mudanças na comunicação de Trump
    1:22
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • A sátira a Sean Spicer no Saturday Night Live
    1:36

    Mundo

    O estilo de Sean Spicer foi controverso desde o início. A relação conflituosa do ex-assessor da Casa Branca com os jornalistas foi muitas vezes satirizada na comunicação social. Um exemplo é um momento do Saturday Night Live, protagonizado pela atriz Meliissa McCarthy.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.