sicnot

Perfil

Mundo

Governo brasileiro revê número de mortos em prisão de Roraima para 31

© Ueslei Marcelino / Reuters

O Governo brasileiro informou que o número de mortos num motim que aconteceu na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc), no estado de Roraima, foi revisto e baixou de 33 para 31 vítimas.

No início da manhã, a Secretaria de Segurança Pública de Roraima divulgou uma nota informando que 33 presos tinham sido encontrados mortos, mas no final da tarde baixou para 31 o número de vítimas. Deste total, 20 corpos já foram reconhecidos.

Em menos de uma semana 93 mortes foram registadas dentro dos estabelecimentos prisionais da região norte e nordeste do Brasil.

Destes, 60 presos foram assassinados em duas cadeias do Amazonas, 31 em Roraima e outros 2 no Estado nordestino da Paraíba.

Os motins e chacinas evidenciam a crise do sistema penitenciário da nação sul-americana, cujas prisões estão sobrelotadas com milhares de pessoas a viverem em condições sub-humanas.

No motim mais violento, que aconteceu no Complexo Penitenciário Anísio Jobin (Impaj) na última segunda-feira, em Manaus, capital do Amazonas, 56 presos foram mortos de uma só vez, sendo que pelo menos 30 deles decapitados por outros prisioneiros.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.