sicnot

Perfil

Mundo

Homem acusado de matar nove pessoas em igreja dos EUA condenado à morte

© POOL New / Reuters

O norte-americano Dylann Roof, acusado de ter morto em junho de 2015 nove pessoas numa igreja em Charleston, Carolina do Sul, foi esta terça-feira condenado à pena de morte por um júri federal.

Dylann Roof, de 22 anos, não mostrou arrependimento e na sua declaração final assegurou que continuava a "sentir que o tinha de fazer".

O júri esteve reunido durante três horas antes de anunciar a sentença, terminando o julgamento de Dylann Roof, que nunca mostrou qualquer remorso.

Dylann Roof, que não quis ser representado por advogados e que fez a sua própria defesa, insistiu sempre que não tinha problemas mentais, nunca pediu perdão e também não explicou o crime.

O cidadão norte-americano Dylann Roof, de 22 anos, um jovem branco que professa o ódio aos negros, foi acusado de nove homicídios e três tentativas de homicídio por ter aberto fogo, a 17 de junho de 2015, sobre paroquianos que participavam numa aula de estudo bíblico na Igreja Metodista Episcopal Emanuel de Charleston, na Carolina do Sul.

Lusa

  • Marcelo condecora hoje Francisco Sá Carneiro a título póstumo
    0:55

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa vai condecorar hoje Francisco Sá Carneiro, a título póstumo. A cerimónia será incluída nas celebrações do 25 de Abril. Também a título póstumo, o Presidente da República vai ainda homenagear o antigo bispo do Porto D. António Ferreira Gomes. As condecorações têm lugar esta tarde no Palácio de Belém para onde já estava marcada a condecoração do arquiteto Siza Vieira. Todos, diz Marcelo, são figuras ligadas à liberdade e democracia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.