sicnot

Perfil

Mundo

Ativistas denunciam violações da trégua em Alepo

© Omar Sanadiki / Reuters

Bombardeamentos e disparos de artilharia atingiram nas últimas horas zonas controladas pelos rebeldes na província síria de Alepo, enquanto vários 'rockets' atingiram um bairro controlado pelas autoridades na capital com o mesmo nome, informaram hoje ativistas.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos destacou que aviões de guerra não identificados atacaram na passada madrugada áreas e localidades no oeste, sul e norte da província, como Al Malah, Al Mansura, Al Atareb, Jan al Asal e Al Rashidín, entre outras.

Os bombardeamentos foram acompanhados de disparos de artilharia das forças governamentais, que também tiveram como alvo a população de Andan, no norte da província.

As áreas atacadas são controladas por grupos rebeldes e islâmicos e não se registaram vítimas.

Ao mesmo tempo, várias pessoas ficaram feridas com o lançamento de sete 'rockets' contra o bairro de Nova Alepo, na capital provincial, que é controlada pelo exército.

Na mesma região, aviões das forças armadas sírias realizaram cerca de 20 bombardeamentos no sul da cidade de Al Bab e nos arredores da localidade de Deir Hafer, ambos controlados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Desde o passado dia 30 de dezembro está vigente na Síria uma trégua acordada pela Rússia, aliada do Governo de Damasco, e pela Turquia, que apoia a oposição, da qual estão excluídos o Estado Islâmico e a Frente de Conquista do Levante (ex-filial da Al Qaida).

  • "O que é isto, mamã?"
    36:23
  • Fim de semana de muito frio e vento forte
    2:08

    País

    Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, vem aí mais frio e as temperaturas mínimas negativas vão regressar a alguns pontos do país. Prevê-se também vento intenso para as próximas 48 horas.

  • O ensino à distância em Portugal
    4:12

    País

    Em Portugal, o ensino básico e secundário à distância já conta com 300 alunos e com a preciosa ajuda das novas tecnologias. É através do computador que a escola viaja e acompanha os alunos, alguns com doenças que não os permitem ir às aulas, outros que são atletas de alta competição e que têm a maior parte do tempo ocupado por treinos ou ainda os que fazem parte de famílias itenerantes, como é o caso dos que vivem no circo e andam de terra em terra.

  • Aprender a jogar badminton ao ritmo do samba
    2:54

    Mundo

    No Brasil, a correspondente da SIC foi conhecer um projeto social no Rio de Janeiro que mistura samba e desporto. Um desporto que ainda é pouco praticado mas que tem sido fundamental para transformar a vida de jovens das favelas e para descobrir novos talentos do badminton brasileiro.

    Correspondente SIC