sicnot

Perfil

Mundo

Forças afegãs ainda não conseguem garantir segurança em todo o país

© Mohammad Ismail / Reuters

As forças afegãs ainda não estão em condições de garantir a segurança de todo o país e evitar que ele se torne novamente um refúgio seguro para a Al-Qaida e outros militantes, indica um relatório norte-americano divulgado esta quarta-feira.

O relatório, do inspetor especial da administração norte-americana para o Afeganistão, avalia a situação no país dois anos depois das forças de combate estrangeiras lideradas pela NATO se terem retirado, deixando apenas uma pequena missão de treino e assistência.

Assinala que apesar do facto de mais de metade dos fundos norte-americanos para a reconstrução desde 2002 se destinarem a constituir, equipar e treinar forças afegãs, elas continuam a perder terreno para os talibãs.

"As forças nacionais afegãs de defesa e segurança ainda não conseguiram proteger todo o Afeganistão e perderam território para os rebeldes", refere.

Em agosto, a missão militar norte-americana no Afeganistão, USFOR-A, disse que apenas 63,4% do território do país estava sob controlo do governo, quando em novembro de 2015 indicava que 72% era controlado por Cabul.

O relatório refere sete outras questões preocupantes no Afeganistão, incluindo a corrupção e o tráfico de droga.

Lusa

  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • China descobre nova mutação do vírus H7N9

    Mundo

    A China descobriu uma nova mutação do vírus H7N9, considerada a mais mortífera das estirpes que causam a gripe das aves, sobretudo para aves vivas, não representando nova ameaça para os seres-humanos, informou hoje a imprensa estatal.

  • Jornalista bielorrusso come jornal após perder aposta

    Desporto

    Vyacheslav Fedorenko, editor de desporto de um importante jornal da Bielorrúsia, apostou que o Dinamo Minsk não chegaria aos play-offs da Kontinental Hockey League (KHL), uma liga internacional dominada por equipas russas. Perdeu e acabou a comer as próprias palavras, impressas em papel.

  • Os ensaios para a maior festa do ano
    1:16

    Mundo

    Em contagem decrescente para o Carnaval, no Rio de Janeiro, já começaram os ensaios para a maior festa do ano. A noite de testes na avenida Marquês de Sapucaí conta com desfiles gratuitos.