sicnot

Perfil

Mundo

Dois luso-descendentes na lista dos mais poderosos de Washington

Os luso-descendentes Devin Nunes, líder do Comité dos Serviços de Informação da Câmara dos Representantes, e David Simas, diretor-executivo da Fundação Obama, estão na lista dos 30 mais poderosos de Washington, capital política dos EUA.

Devin Nunes

Devin Nunes

© / Reuters

A lista anual, chamada de "Playbook Power List" e organizada pelo portal da Internet Politico, foi divulgada esta quinta-feira e coloca Devin Nunes no 20.º lugar e David Simas em 27.º.

"Nunes já mostrou a sua força a Trump, vendendo de forma bem sucedida o congressista Mike Pompeo (Republicano do Kansas) para o cargo de diretor da CIA. O presidente do Comité dos Serviços de Informação vai ser um aliado importante em assuntos de política internacional", diz o Politico sobre o republicano.

Nunes, de 43 anos, que é eleito por um distrito da Califórnia desde 2003, quando se tornou um dos mais jovens congressistas de sempre, recusou um cargo na administração Trump para continuar na Câmara dos Representantes.

"Como o congressista de mais alto ranking nos serviços de informação, Nunes vai supervisionar todas as agências e os seus orçamentos. E tem uma linha direta para Trump", explica o Politico, acrescentando que o neto de açorianos "tem alinhado com Trump em relação ao hacking russo, dizendo publicamente que não havia evidência de que o Kremlin tinha tentado influenciar a eleição de 2016".

"Agora, Trump pediu-lhe que investigasse quem é que passou os relatórios dos serviços de informação para o NBC", conclui.

Em relação a David Simas, o Politico nota que "um dos elementos mais duradouros de uma administração é o seu centro presidencial" e que o filho de portugueses, que até ao final do ano era diretor do gabinete político da Casa Branca, "vai trabalhar para construir e manter o legado de Obama depois de 20 de janeiro".

No final de dezembro, foi anunciado que Simas seria o diretor-executivo da Fundação Obama, que terá a sede em Chicago, terra natal de Barack Obama e onde lançou a sua carreira política.

"É uma missão dura: Simas vai ter de angariar muito dinheiro, fazer muito planeamento e, de uma forma geral, manter a pós-presidência de Obama nos eixos. Politicamente, vai ser o porteiro que dá acesso ao Presidente, que prometeu continuar em campo após os seus dias na Casa Branca", analisam os jornalistas do portal.

David Simas e Barack Obama

David Simas e Barack Obama

© / Reuters

A lista é liderada por Jonathan Burks, Brendan Buck, Kevin Seifert e Joyce Meyer, respetivamente chefe de gabinete, conselheiro principal, diretor político e chefe de gabinete adjunto de Paul Ryan, o presidente republicano da Câmara dos Representantes.

Ryan criticou Trump durante a campanha, mas tem sido um aliado desde a vitória de 08 de novembro. Ainda assim, o novo Presidente precisará da sua colaboração e apoio para aprovar a agenda de reformas que tem planeada para o país.

A lista inclui ainda personalidades como Jared Kushner, em 29.º lugar, genro de Donald Trump e seu conselheiro, e Kellyane Conway, em 10.º, conselheira do próximo Presidente dos EUA.

O último lugar fica para o programa "Morning Joe", apresentado por Joe Scarborough e Mika Brzezinski.

O programa das manhãs da MSNBC é visto assiduamente por Trump e é o único representante de um meio de comunicação social na lista.

Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.