sicnot

Perfil

Mundo

Alemanha legaliza canábis para uso terapêutico

Cigarros de canábis e folhas secas num dispensário legal nos EUA.

Rich Pedroncelli / AP

Os deputados alemães legalizaram hoje por unanimidade a canábis para uso terapêutico para quem padece de "doenças graves" como cancro e na ausência de "terapia alternativa" eficaz.

Com a lei votada no Bundestag - a câmara baixa do Parlamento alemão - os médicos podem assim receitar canábis aos seus doentes com "patologias graves" - cancros, epilepsia, esclerose múltipla.

A partir de março, os doentes alemães poderão ir com a receita médica às farmácias pedir extrato de canábis ou a flor seca. Poderão também encomendar a um país estrangeiro derivados sintéticos da canábis, como dronabinol, presente em medicamento.

A Alemanha junta-se ao grupo dos países da UE que já legalizaram produtos à base de canábis: Áustria, Croácia, Eslovénia, Espanha, Finlândia, França, Grã-Bretanha, Holanda, Itália, Macedónia, Portugal, República Checa e Roménia.

Esquerda e direita alemãs uniram-se neste voto a favor pela "melhoria" dos cuidados paliativos, sublinhou o ministro da Saúde alemão, conservador da CDU, Hermann Gröhe.

A Lei não autoriza os pacientes a cultivar a sua própria canábis, sublinha o texto, que relembra que tal prática continua a ser contra a lei e a posse de canábis continua a ser ilegal - com pena de prisão até cinco anos. A posse de pequenas doses é no entanto tolerada.

Vai ser criada uma agência pública de canábis terapêutica que irá cultivar a planta. Até lá, a Alemanha vai importar do estrangeiro.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.