sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 80 jihadistas mortos em bombardeamentos dos EUA na Líbia

Arquivo

Manu Brabo

Os Estados Unidos da América atacaram dois campos de treino do Daesh na Líbia, esta quarta-feira à noite, matando mais de 80 jihadistas do Daesh. O secretário norte-americano da Defesa acredita que vários destes combatentes estavam a programar ataques na Europa.

"Precisamos de atacar o Daesh onde quer que eles apareçam. E nós sabemos que alguns dos jihadistas estavam envolvidos em planos de ataque", Ash Cartersaid afirmou.

Os bombardeamentos foram feitos durante a madrugada, sendo primeiramente autorizados pelo ainda Presidente dos EUA, Barack Obama.

O objetivo da operação foi eliminar combatentes do Daesh que fugiram para Sirte, bastião dos jihadistas na Líbia desde junho de 2015, e retomado pelo exército líbio, com o apoio dos EUA, no outono.

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.