sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 80 jihadistas mortos em bombardeamentos dos EUA na Líbia

Arquivo

Manu Brabo

Os Estados Unidos da América atacaram dois campos de treino do Daesh na Líbia, esta quarta-feira à noite, matando mais de 80 jihadistas do Daesh. O secretário norte-americano da Defesa acredita que vários destes combatentes estavam a programar ataques na Europa.

"Precisamos de atacar o Daesh onde quer que eles apareçam. E nós sabemos que alguns dos jihadistas estavam envolvidos em planos de ataque", Ash Cartersaid afirmou.

Os bombardeamentos foram feitos durante a madrugada, sendo primeiramente autorizados pelo ainda Presidente dos EUA, Barack Obama.

O objetivo da operação foi eliminar combatentes do Daesh que fugiram para Sirte, bastião dos jihadistas na Líbia desde junho de 2015, e retomado pelo exército líbio, com o apoio dos EUA, no outono.

  • Novas imagens dos momentos após Khalid Masood ter embatido no muro do Parlamento britânico
    1:35
  • Parlamento português pede demissão de Dijsselbloem

    País

    A Assembleia da República foi hoje unânime na condenação das polémicas declarações do presidente do Eurogrupo, mas recusou um ponto pela rejeição de diversos compromissos com a União Europeia (UE) exigida pelo PCP.

  • Comissão Europeia quer proibir o tabaco na praia

    País

    A Comissão Europeia quer proibir o tabaco em todos os espaços públicos, incluindo praias, parques infantis e equipamentos desportivos. A proposta foi apresentada pelo comissário da Saúde e Segurança Alimentar que, além de querer reduzir a dependência do tabaco, também sugere que todos os estados membros apliquem uma idade mínima para a venda de tabaco.

  • Como se resolve a falta de espaço numa cidade chinesa?
    1:07