sicnot

Perfil

Mundo

Ex-Presidente da Gâmbia abandona país e deixa cofres do Estado vazios

reuters

Mais de 10 milhões de euros desapareceram dos cofres do Estado na Gâmbia, depois de Yahya Jammeh, que esteve 22 anos no poder após um golpe de Estado, ter abandonado o país, este sábado.

Mai Ahmad Fatty, conselheiro do atual Presidente, declarou aos repórteres que a Gâmbia está em "colapso financeiro".

"Os cofres estão na prática vazios. Foi confirmado por técnicos do Ministério das Finanças e do Banco Central da Gâmbia", declarou.

Segundo Fatty, Jammeh ter-se-á ido embora com mais de 10 milhões de euros. Alguns dos bens do ex-Presidente estarão na Guiné, onde Jammeh fez escala na sua viagem para a Guiné Equatorial.

O ex-Presidente da Gâmbia anunciou que tinha decidido deixar a liderança do país, numa mensagem transmitida este sábado na televisão estatal.

"Decidi hoje, em consciência, deixar a liderança desta grande nação", afirmou Jammeh.

Adama Barrow venceu as eleições presidenciais de 1 de dezembro. Jammeh recusou-se a aceitar os resultados eleitorais, mas acabou por sair após a mediação de líderes regionais e a ameaça de uma intervenção militar.

  • Díli decide legislativas em Timor-Leste
    1:48
  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • Norte também quer naturismo e praias de nudistas

    País

    O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal defendeu hoje a criação de praias naturistas legalizadas na região, fazendo a apologia da formação de associações e negando que este seja um destino conservador.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15