sicnot

Perfil

Mundo

Parteiras tradicionais ajudam a registar 480 mil crianças sem identificação em Luanda

As parteiras tradicionais de Luanda estão a ser formadas para "ajudar" no registo de nascimento de mais de 480.000 crianças com menos de cinco anos, problema que continua a afetar Angola.

O chefe do departamento de Família e Ação Social do gabinete provincial de Luanda, Ester Santiago, explicou hoje que só na capital angolana, de acordo com os últimos dados disponíveis, da UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e do Ministério da Justiça angolano, o número de crianças sem registo de nascimento ascenderá a 480.909, entre um universo 641.209 crianças com menos de cinco anos na província capital.

"Daí que o objetivo da formação é capacitar as parteiras tradicionais em matéria de sensibilização do registo de nascimento", explicou à Lusa a chefe do Departamento de Família e Ação Social do Gabinete Provincial de Ação Social, Cultura, Juventude e Desportos.

O responsável falava à margem de uma ação de formação destas parteiras tradicionais, que decorreu hoje no município de Luanda.

"Nós temos um número crescente de crianças menores de cinco anos de idade que não são registadas a nível do país e da província em especial", reconheceu Ester Santiago, apelando por isso ao contributo das parteiras tradicionais no registo dos nascimentos junto das autoridades.

A formação de parteiras tradicionais na temática do registo de nascimento é uma iniciativa do Ministério da Família e Promoção da Mulher, em conjunto com os ministérios da Saúde e da Justiça e com o Governo Provincial de Luanda, decorrendo até terça-feira.

A formação abrange 50 parteiras por município, em temas que também abrangem os cuidados pré-natais, cuidados com a grávida e os cuidados a ter durante e após a gestação, bem como sinais de perigo a identificar e a promoção do parto institucional, esclareceu Ester Santiago.

As parteiras tradicionais em Angola são mulheres experientes que trabalham especialmente nas zonas onde não existem maternidades ou salas de parto, ainda uma realidade em várias áreas periféricas de Luanda e sobretudo no interior de Angola.

As dificuldades da população no acesso aos pontos de registo de nascimento fazem com que milhares de crianças permaneçam nos primeiros anos de vida sem essa identificação oficial.

"O que acontece é que muitas famílias descuidam essa responsabilidade, porque é uma obrigação de registar os seus filhos. Então o mesmo processo que elas fazem no aconselhamento da mulher grávida para fazer as consultas, neste meio elas também vão fazer a sensibilização para o registo da própria mulher e do seu filho", concluiu o responsável.

Lusa

  • Sérgio Conceição no radar do FC Porto

    Desporto

    O treinador português e os seus representantes têm marcada para esta sexta-feira uma reunião decisiva com o FC Porto. Sérgio Conceição poderá ser o sucessor de Nuno Espírito Santo no comando técnico dos dragões.

  • Morreu José Manuel Castello-Lopes

    Cultura

    O empresário de cinema morreu esta quinta-feira aos 86 anos. A notícia da morte foi avançada hoje pela Academia Portuguesa de Cinema na sua página de Facebook.

  • Grupo armado mata 28 cristãos no Egito
    1:03
  • PSD quer criar taxa sobre a Uber e Cabify
    1:21

    Economia

    O PSD quer criar uma taxa sobre a Uber e Cabify para regulamentar as plataformas de transporte. A proposta deu entrada esta sexta-feira, no Parlamento, e procura ser uma alternativa ao projeto lei do Governo para o setor.

  • Médico português a caminho de Mossul
    3:01

    País

    Um médico português vai partir para o Iraque, no final do mês, para integrar uma equipa dos Médicos Sem Fronteiras. Gustavo Carona vai para Mossul, uma cidade bastião dos jihadistas, que tem sido palco de uma violenta guerra entre o Daesh e as forças iraquianas.

  • Filho de Eduardo dos Santos gasta 500 mil euros em relógio

    Mundo

    Desta vez não é Isabel dos Santos que dá que falar, mas sim um outro filho do Presidente de Angola. Danilo dos Santos arrematou um relógio por 500 mil euros, num leilão em Cannes. O momento foi partilhado através de um vídeo no Instagram, no qual aparece o ator Will Smith a comentar que o jovem "parece demasiado novo para ter 500 mil euros".

  • O "chega p'ra lá" de Trump
    2:35
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28

    País

    O Presidente da República promete voltar ao Luxemburgo até ao final do ano, se houver mais 10 mil portugueses recenseados até julho. Marcelo Rebelo de Sousa participou esta quinta-feira na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, que todos os anos recebe milhares de emigrantes portugueses.

    Enviados SIC