sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro-ministro japonês reúne-se com Trump a 10 de fevereiro em Washington

© Nguyen Huy Kham / Reuters

O primeiro-ministro japonês, Shinzō Abe, vai reunir-se com o Presidente norte-americano, Donald Trump, em Washington a 10 de fevereiro, informou este sábado a agência de notícias Kyodo, depois de os dois líderes falarem ao telefone.

A Casa Branca confirmou o encontro num comunicado, adiantando que o secretário da Defesa, James Mattis, de deslocará "em breve" ao Japão, aliado de longa data dos Estados Unidos.

O comunicado informa ainda que na conversa telefónica Donald Trump reafirmou o compromisso "inabalável" dos Estados Unidos em garantir a "segurança do Japão".

Trump tinha suscitado preocupações a Tóquio ao evocar uma possível retirada dos soldados norte-americanos do sul da península coreana e do Japão na ausência de um aumento significativo da contribuição financeira dos dois países.

Por outro lado, há alguns dias o Presidente norte-americano anunciou formalmente a retirada dos Estados Unidos do Tratado Transpacífico de Comércio Livre, acordo envolvendo 12 países que representam 40% da economia mundial e que Abe apoiou com entusiasmo.

Apresentado como um contrapeso à influência da China, o tratado foi assinado em 2015, mas ainda não entrou em vigor.

A participação dos EUA é vista como muito importante para o acordo e Abe disse que vai continuar a tentar convencer Trump dos seus méritos.

Shinzō Abe foi o primeiro dirigente estrangeiro a encontrar-se com o Presidente norte-americano eleito, nove dias depois da vitória de Donald Trump.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.