sicnot

Perfil

Mundo

Ex-secretária do ministro da Propaganda nazi morre aos 106 anos

Matthias Balk

Brunhilde Pomsel morreu em Munique poucas semanas depois do seu 106º aniversário. Foi secretária de Joseph Goebbels, o ministro da Propaganda da Alemanha nazi.

Brunhilde era uma dos últimos sobreviventes da administração de Hitler, e durante grande parte da sua vida conviveu com um dos homens que foi considerado dos piores criminosos de guerra do século XX, Goebbels.

Nascida em 1911, trabalhou como escritora para uma companhia de seguros judaica durante a adolescência. Mais tarde, juntou-se ao Partido nazi para conseguir um trabalho na rádio pública alemã.

Contudo, foi o seu trabalho enquanto datilógrafa que se destacou dentro do partido, acabando por tornar-se secretária de Joseph Goebbels em 1942, durante a guerra.

Goebbels era responsável pela propaganda nazi, e Brunhilde Pomsel considerava-o "um homem bonito... mas um pouco pequeno", sempre bem vestido, mas arrogante.

Só recentemente Brunhilde aceitou falar sobre a sua vida, afirmando que sabia muito pouco sobre as decisões de assassinar milhões de judeus. A alemã diz que, por isso, nunca se sentiu "culpada" pelo que aconteceu no Holocausto.

A alemã morreu a 27 de janeiro de 2017, com 106 anos.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Míssil lançado do Iémen intercetado perto de Meca

    Mundo

    Um míssil balístico lançado pelos rebeldes xiitas do Iémen foi intercetado, quinta-feira à noite, perto de Meca, na Arábia Saudita, a um mês da peregrinação muçulmana anual do hajj, anunciou a coligação árabe que intervém no Iémen.