sicnot

Perfil

Mundo

Suspeito do ataque a mesquita no Quebeque telefonou à polícia para se entregar

© Mathieu Belanger / Reuters

Um dos dois presumíveis autores do ataque de domingo numa mesquita no Quebeque em que morreram seis pessoas telefonou à polícia para se entregar, disse à imprensa um inspetor da polícia.

Segundo Denis Turcotte, inspetor, o homem, de "vinte e muitos, trinta e poucos anos", ligou para a linha de emergência 15 minutos depois de as forças de segurança serem informadas do tiroteio para indicar o local onde se entregaria.


A polícia suspeita que o homem seja um dos dois que abriram fogo durante a oração no Centro Cultural Islâmico da Cidade do Quebeque cerca das 19:30 de domingo (03:00 de segunda-feira em Lisboa). O outro suspeito foi detido no local.


O ataque levou hoje autoridades religiosas islâmicas da Holanda a decidir que as orações importantes passam a realizar-se à porta fechada.


A Mesquita Azul de Amsterdão, a Mesquita as-Sunnah de Haia, a Mesquita Essalam de Roterdão e a Mesquita Omar Al Faruq de Utrecht anunciaram num comunicado conjunto que os seus responsáveis se "sentem obrigados a fechar as portas da mesquita durante as orações".

As quatro mesquitas são frequentadas por vários milhares de pessoas diariamente.
"Atos impiedosos como o que ocorreu no Quebeque contribuem para o ódio global aos muçulmanos", disse à agência France-Presse Said Bouharrou, do Conselho Holandês e Marroquino de Mesquitas.


"Uma mesquita é um local aberto que deve ser acessível em qualquer momento do dia a todos os que procuram paz e serenidade. Mas temos de estar alerta com estes ataques terroristas. É dececionante ter de aplicar medidas de segurança restritivas", afirmou.


Seis pessoas morreram e 17 ficaram feridas, cinco com gravidade, quando pelo menos dois homens abriram fogo numa mesquita da cidade do Quebeque, um incidente qualificado pelo primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, de "ataque terrorista".

Lusa

  • Portugal vai fechar fronteiras durante a visita do Papa

    País

    O Conselho de Ministros aprovou hoje a reposição temporária do controlo de fronteiras durante a visita do papa Francisco em maio a Fátima. A reposição do controlo de fronteiras decorrerá entre 00:00 de 10 de maio e as 00:00 de 14 de maio.

  • "Civis devem ser prioridade absoluta no Iraque", diz Guterres

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, chegou hoje ao Iraque para abordar a situação da ajuda humanitária, e pediu que a proteção dos civis seja a "prioridade absoluta" à medida que as forças iraquianas batalham para retomar Mossul.

  • Fomos conhecer o novo Samsung S8
    1:42
  • E depois do Brexit?
    3:42
  • Britânicos a viver no Algarve falam em desilusão
    2:32

    Brexit

    Para muitos dos britânicos que vivem no Algarve, o Brexit é a confirmação de que o resultado surpreendente do referendo não tem retorno. Certificados de residência e até a dupla nacionalidade são questões que a partir de agora passam a estar em cima da mesa.