sicnot

Perfil

Mundo

Democratas do Congresso dos EUA querem investigar ligações de Michael Flynn à Rússia

© Carlos Barria / Reuters

Os líderes democratas no Congresso dos EUA querem que seja aberta uma investigação aos laços do conselheiro de Segurança Nacional de Donald Trump com a Federação Russa.

Em concreto, pretendem que o Pentágono investigue se Michael Flynn violou a Constituição dos EUA ao aceitar dinheiro de uma estação televisiva controlada pelo governo russo, a RT.

Flynn é um tenente-general reformado do Exército e dirigiu os serviços de informações militares (DIA, na sigla em inglês).

Este ex-militar viajou em dezembro de 2015 para Moscovo, onde participou ao lado do Presidente russo, Vladimir Putin, e de outros dirigentes da Federação Russa, num jantar de gala da RT, onde aparecia regularmente como comentador.

O próprio Flynn anunciou mais tarde que tinha sido pago para aparecer no jantar de gala, mas rejeitou que estivesse a participar em qualquer esforço de propaganda russo.

A investigação foi solicitada ao Pentágono por seis congressistas democratas que integram outras tantas comissões parlamentares, designadamente as das Informações, Negócios Estrangeiros e Forças Armadas.

Na sua carta ao Pentágono, os democratas solicitam o acesso aos documentos relativos ao recebimento por parte de Flynn do dinheiro da RT -- que classificam como "um braço de propaganda do Governo russo" - depois de se ter reformado, em 2014.

Os democratas citaram a legislação norte-americana e a política do Pentágono que proíbe os dirigentes, incluindo reformados no caso dos militares, de aceitarem pagamentos diretos ou indiretos de governos estrangeiros.

A nomeação de Flynn como conselheiro de Segurança Nacional por Trump suscitou fortes críticas, devido à sua alegada estreita relação com Moscovo e às fotografias da gala da RT, em que aparecia próximo de Putin.

Em janeiro, os serviços de informações dos EUA sustentaram que a RT era controlada pelo Kremlin.

Lusa

  • Lesados do BES manifestam-se hoje no Porto 

    Queda do BES

    Um grupo de lesados pelo Banco Espírito Santo (BES) concentra-se hoje no Porto para exigir "bom senso" ao Governo, ao Banco de Portugal (BdP) e aos responsáveis do Novo Banco, refere um comunicado remetido às redações.A manifestação está marcada para as 11:00, nas imediações do balcão do Novo Banco e do Banco de Portugal, na Avenida dos Aliados, e a nota dirigida à imprensa é assinada por quase centena e meia de pessoas."

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Morre congressista republicano norte-americano acusado de assédio sexual

    Mundo

    O congressista estatal do Kentucky e pastor evangélico Dan Johnson morreu na quarta-feira, num aparente suicídio, dois dias depois de ser acusado de assédio sexual por uma mulher, disseram as autoridades. O médico legista do condado, Dave Billings, afirmou que a morte de Johnson foi causada por um único tiro, numa ponte de Mount Washinton, perto de Louisville, onde estacionou o automóvel.

  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28