sicnot

Perfil

Mundo

Detido por planear atentado na Alemanha era procurado por ataques na Tunísia

Michael Probst

Um tunisino detido esta quarta-feira na Alemanha por suspeita de envolvimento num atentado no país era procurado na Tunísia por presumível envolvimento em ataques terroristas no museu do Bardo e na cidade de Ben Guerdane, anunciou a justiça alemã.

Na Tunísia, o suspeito "é investigado pela sua participação na planificação e concretização do atentado ao museu do Bardo a 18 de março de 2015 e do ataque contra a cidade tunisina de Ben Guerdane (junto à fronteira com a Líbia) no início de março de 2016", indicou a procuradoria de Hesse em comunicado, acusando o suspeito, de 36 anos de agir por conta do grupo Daesh.

Os investigadores alemães suspeitam que o tunisino tenha sido "recrutador e passador para o grupo terrorista estrangeiro que se autoproclamou Estado Islâmico" e de ter montado uma "rede de apoio" à organização na Alemanha.

O seu objetivo seria de cometer um ataque, mas o projeto ainda estava no início e ainda não havia um alvo definido.A detenção, na madrugada desta quarta-feira, ocorreu no seguimento de uma vasta operação policial que mobilizou 1.100 agentes no estado de Hesse.

Dezasseis pessoas, de entre 16 e 46 anos, são investigadas neste inquérito, que incluiu 54 buscas.

O principal suspeito, após uma primeira estada na Alemanha de 2003 a 2013, regressou ao país como requerente de asilo em agosto de 2015, no pico da crise migratória europeia.

Os ataques ao Bardo e a Ben Guerdane estão entre os mais importantes atentados islamitas na Tunísia.

O atentado ao museu matou 21 turistas estrangeiros e um polícia tunisino.

A cidade fronteiriça de Ben Guerdane foi atacada em março de 2016 por dezenas de islamitas, mas a resposta das forças de segurança foi considerada um êxito.

A 7 de março, pelo menos 55 assaltantes, 13 membros das forças de segurança e sete civis tinham sido mortos.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.