sicnot

Perfil

Mundo

Detido por planear atentado na Alemanha era procurado por ataques na Tunísia

Michael Probst

Um tunisino detido esta quarta-feira na Alemanha por suspeita de envolvimento num atentado no país era procurado na Tunísia por presumível envolvimento em ataques terroristas no museu do Bardo e na cidade de Ben Guerdane, anunciou a justiça alemã.

Na Tunísia, o suspeito "é investigado pela sua participação na planificação e concretização do atentado ao museu do Bardo a 18 de março de 2015 e do ataque contra a cidade tunisina de Ben Guerdane (junto à fronteira com a Líbia) no início de março de 2016", indicou a procuradoria de Hesse em comunicado, acusando o suspeito, de 36 anos de agir por conta do grupo Daesh.

Os investigadores alemães suspeitam que o tunisino tenha sido "recrutador e passador para o grupo terrorista estrangeiro que se autoproclamou Estado Islâmico" e de ter montado uma "rede de apoio" à organização na Alemanha.

O seu objetivo seria de cometer um ataque, mas o projeto ainda estava no início e ainda não havia um alvo definido.A detenção, na madrugada desta quarta-feira, ocorreu no seguimento de uma vasta operação policial que mobilizou 1.100 agentes no estado de Hesse.

Dezasseis pessoas, de entre 16 e 46 anos, são investigadas neste inquérito, que incluiu 54 buscas.

O principal suspeito, após uma primeira estada na Alemanha de 2003 a 2013, regressou ao país como requerente de asilo em agosto de 2015, no pico da crise migratória europeia.

Os ataques ao Bardo e a Ben Guerdane estão entre os mais importantes atentados islamitas na Tunísia.

O atentado ao museu matou 21 turistas estrangeiros e um polícia tunisino.

A cidade fronteiriça de Ben Guerdane foi atacada em março de 2016 por dezenas de islamitas, mas a resposta das forças de segurança foi considerada um êxito.

A 7 de março, pelo menos 55 assaltantes, 13 membros das forças de segurança e sete civis tinham sido mortos.

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.