sicnot

Perfil

Mundo

Cantor britânico ficou 14 anos sem lavar o cabelo

O músico britânico e antigo elemento da boys-band Take That, Gary Barlow, revelou no Twitter que tinha lavado o cabelo pela primeira vez em 14 anos. Uma publicação que gerou polémica e lançou um novo tópico de discussão: haverá ou não benefícios para o cabelo ao não o lavar?

Na conta que tem na rede social Twitter, Gary Barlow falou num "dia muito importante", em que lavou o cabelo "pela primeira vez em 14 anos!".

Gary Barlow durante um concerto em 2014

Gary Barlow durante um concerto em 2014

© POOL New / Reuters

2005, dois anos depois do músico ter deixado de lavar o cabelo.

2005, dois anos depois do músico ter deixado de lavar o cabelo.

© STR New / Reuters

2010

2010

© Phil Noble / Reuters

CONTRA O USO DE SHAMPÔ

A primeira história em defesa desta teoria chega de Inglaterra e foi contada à BBC por Patrick Graham, que deixou de usar shampô há 25 anos, quando ouviu que o cabelo se poderia manter limpo e saudável por si mesmo.

O homem, de 60 anos, explica que "tinha problemas com a caspa" e não se conseguia "livrar dela". "Assim que parei, o meu cabelo ficou pior durante cerca de duas semanas, mas pouco depois comecei a sentir-me limpo e já não tenho caspa há 25 anos. O meu cabelo não cheira mal, está limpo.", conta.

Uma outra história de abandono dos shampôs é contada pela blogger britânica Kayleigh Thomas, que deixou de o usar em março de 2015, depois de ver na rede social Snapchat a história de uma mulher que já não o fazia há dois anos.

"O meu cabelo está agora mais maleável e não sinto que o tenha de alisar ou encaracolar com recurso a placas, o que me poupa bastante tempo de manhã", conta a jovem de 28 anos, de Milton Keynes.

(Instagram)

(Instagram)

Outras figuras públicas também já admitiram ter deixado de usar quaisquer produtos para o cabelo. São os casos do jornalista escocês Andrew Marr e do político Matthew Parris.

© POOL New / Reuters

(Facebook)

(Facebook)

EM DEFESA DO USO DO SHAMPÔ

O outro lado da moeda é dado por Mark Coray, antigo presidente da Federação Britânica de Cabeleireiros e proprietário de um salão em Cardiff, que defende que não há quaisquer benefícios em não lavar o cabelo.

(Facebook)

(Facebook)

"O shampô não é abrasivo nem danifica o couro cabeludo. Os ingredientes ajudam o cabelo a tornar-se mais lustroso. Pode haver mais presença de óleo no cabelo, o que o torna mais brilhante e mais fácil de dominar, mas não se vai manter limpo por si mesmo", explica Coray.

Diferentes teorias para diferentes práticas, numa discussão que promete continuar a gerar controvérsia entre os defensores de ambos os lados.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.