sicnot

Perfil

Mundo

Melania Trump, a primeira-dama invisível

© Yuri Gripas / Reuters

Onde está Melania Trump? Pela primeira vez na história recente dos Estados Unidos, a primeira-dama brilha pela sua ausência, longe da Casa Branca e em silêncio quanto ao papel que pretende desempenhar.

A ex-modelo de origem eslovena de 46 anos, a primeira mulher que nasceu no estrangeiro e se tornou primeira-dama desde 1825, deu nas vistas no dia da tomada de posse de Donald Trump, a 20 de janeiro: a elegância semelhante à de Jackie Kennedy quando o marido prestou juramento e os bailes oficiais que se seguiram valeram-lhe comentários elogiosos da imprensa norte-americana.

Mas desde a sua aparição na igreja ao lado do Presidente a 21 de janeiro, nunca mais foi vista em eventos públicos. Voltou para o seu apartamento na Trump Tower em Nova Iorque com o seu filho Barron, de 10 anos.

O primeiro tweet como FLOTUS (First Lady Of The United States) foi o último, a 21 de janeiro. "Estou profundamente honrada por servir este país maravilhoso como primeira-dama".

Mas a verdade é que, como primeira-dama, ainda nada disse ou fez.

Na terça-feira faltou à cerimónia de apresentação de Neil Gorsuch, o juiz escolhido por Trump para o Supremo Tribunal, onde estavam presentes as mulheres do juiz e do vice-presidente Mike Pence. E foi Ivanka Trump, a filha do Presidente, quem o acompanhou na cerimónia de homenagem ao soldado norte-americano morto no Iémen.

A revista "cor-de-rosa" US Weekly afirma mesmo que Melania e Barron não vão viver para a Casa Branca antes do fim do ano escolar.

Donald Trump indicou ao New York Times que Tiffany, a filha de 24 anos, e Barron passariam os fins de semana com ele na Casa Branca.

No fim de semana passado, mãe e filho não apareceram em Washington. Está previsto que se encontrem todos no próximo fim de semana na residência de Trump em Mar-a-Lago, na Florida.

"Se forem verdadeiros os rumores de que ela não tem intenção de se instalar na Casa Branca, será algo sem precedentes", afirmou Katherine Jellison, professora de História na Universidade de Ohio e especialista em primeiras-damas. A ausência de Melania na cerimónia de terça-feira "é altamente insólito: é um evento onde ela deveria estar presente", acrescentou a perita.

Interrogado em dezembro para saber se iria sentir-se sozinho sem a mulher em Washington, Donald respondeu: "não, terei trabalho a fazer".

Além de professar a sua admiração por Jackie Kennedy e Michelle Obama, Melania nada disse até agora sobre que papel tencionava desempenhar.

Na quarta-feira, a Casa Branca anunciou a nomeação da chefe de gabinete da primeira-dama, Lindsay Reynolds, que fez parte da Administração de George W. Bush, e que assegurou que Melania "estava a constituir cuidadosamente a sua equipa". Melania nomeou como conselheira pessoal uma amiga de longa data, a antiga diretora da Vogue e organizadores de encontros sociais em Nova Iorque, Stephanie Winston Wolkoff.

Mas para os especialistas em primeiras-damas, ainda é cedo para tirar quaisquer conclusões. A maioria, com exceção de Rosalynn Carter e de Hillary Clinton, foi discreta nos primeiros 100 dias de presidência.

Mesmo Michelle Obama, que saiu da Casa Branca com um elevado índice de popularidade, iniciou funções de forma gradual, privilegiando o papel de mãe.

A primeira-dama "é muito importante" para o Presidente, sublinham os especialistas contactados pela agência France Press. Se Donald Trump quer manter a ligação com o eleitorado popular, tem de envolver Melania.

A filha do Presidente, Ivanka Trump, e o seu marido, Jared Kushner, durante a primeira-dança.
1 / 17

A filha do Presidente, Ivanka Trump, e o seu marido, Jared Kushner, durante a primeira-dança.

© Lucy Nicholson / Reuters

O filho do Presidente, Barron, espreita pela janela do carro enquanto vários manifestantes protestam à passagem da família Trump.
2 / 17

O filho do Presidente, Barron, espreita pela janela do carro enquanto vários manifestantes protestam à passagem da família Trump.

© Shannon Stapleton / Reuters

Ivanka Trump e a filha, Arabella Rose Kushner, durante a missa no dia seguinte à tomada de posse de Trump.
3 / 17

Ivanka Trump e a filha, Arabella Rose Kushner, durante a missa no dia seguinte à tomada de posse de Trump.

© Kevin Lamarque / Reuters

O Presidente Donald Trump, a mulher Melania e o filho Barron acenam aos presentes durante o desfile de inauguração.
4 / 17

O Presidente Donald Trump, a mulher Melania e o filho Barron acenam aos presentes durante o desfile de inauguração.

© POOL New / Reuters

Ivanka Trump e o marido, Jared Kushner, dançam durante o baile inaugural.
5 / 17

Ivanka Trump e o marido, Jared Kushner, dançam durante o baile inaugural.

© Brian Snyder / Reuters

Ivanka Trump com o marido e a filha numa das varandas da Casa Branca.
6 / 17

Ivanka Trump com o marido e a filha numa das varandas da Casa Branca.

© Carlos Barria / Reuters

Donald Trump Junior (à esquerda) e Eric Trump (à direita) durante a tomada de posse do pai, Donald Trump.
7 / 17

Donald Trump Junior (à esquerda) e Eric Trump (à direita) durante a tomada de posse do pai, Donald Trump.

© POOL New / Reuters

Melania e Barron Trump durante a tomade de posse de Trump como 45º Presidente dos Estados Unidos.
8 / 17

Melania e Barron Trump durante a tomade de posse de Trump como 45º Presidente dos Estados Unidos.

© Kevin Lamarque / Reuters

Ivanka e Donald Trump Junior na chegada ao Capitólio, em Washington, para a cerimónia de tomada de posse de Donald Trump.
9 / 17

Ivanka e Donald Trump Junior na chegada ao Capitólio, em Washington, para a cerimónia de tomada de posse de Donald Trump.

© POOL New / Reuters

Ivanka à conversa com um convidado antes da cerimónia de "tomada de posse" de alguns membros da equipa de Trump.
10 / 17

Ivanka à conversa com um convidado antes da cerimónia de "tomada de posse" de alguns membros da equipa de Trump.

© Carlos Barria / Reuters

Donald Trump cumprimenta a família depois de tomar posse como Presidente dos Estados Unidos da América.
11 / 17

Donald Trump cumprimenta a família depois de tomar posse como Presidente dos Estados Unidos da América.

© Carlos Barria / Reuters

A família Trump durante o baile inaugural.
12 / 17

A família Trump durante o baile inaugural.

© Brian Snyder / Reuters

Trump e Barron durante o desfile inaugural em Washington.
13 / 17

Trump e Barron durante o desfile inaugural em Washington.

© Carlos Barria / Reuters

Melania Trump segura a Bíblia sobre a qual Donald Trump faz o juramento de tomada de posse.
14 / 17

Melania Trump segura a Bíblia sobre a qual Donald Trump faz o juramento de tomada de posse.

© Jim Bourg / Reuters

Barron Trump na chegada ao Capitólio, em Washington.
15 / 17

Barron Trump na chegada ao Capitólio, em Washington.

© POOL New / Reuters

Barron e Eric Trump chegam à cerimónia de tomade de posse de Donald Trump.
16 / 17

Barron e Eric Trump chegam à cerimónia de tomade de posse de Donald Trump.

© Carlos Barria / Reuters

Donald Trump durante o juramento da tomada de posse como 45º Presidente dos Estados Unidos.
17 / 17

Donald Trump durante o juramento da tomada de posse como 45º Presidente dos Estados Unidos.

© Lucy Nicholson / Reuters

  • O primeiro eclipse solar do ano
    0:57
  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16

    Economia

    A Nokia chegou a ser uma das maiores empresas do mundo devido ao fabrico de telemóveis. Caiu, mas acaba de fazer renascer um dos sucessos de vendas do início do milénio. O anúncio foi feito este domingo, em Barcelona.